Nesta quinta-feira, 21/04, Ruan Pamponet Costa, de 42 anos, foi preso novamente, suspeito de aplicar um golpe em um restaurante em Palmas (TO). Ele já havia sido preso no último sábado, 16, depois de praticar o mesmo golpe em um estabelecimento de Goiânia (GO).

O homem foi liberado da prisão há três dias e uma das condições impostas pela juíza era a de que ele não voltasse a frequentar bares, prostíbulos e locais de má reputação para evitar novos calotes.

Segundo o Bar e Restaurante Dona Maria Beach, na capital de Tocantins, Ruan consumiu mais de R$ 5,2 mil em produtos e serviços e simulou estar passando mal para não precisar pagar a conta. As informações são do G1.

Ruan estava no estabelecimento acompanhado de outras pessoas, quando os atendentes passaram a desconfiar do seu comportamento. Em nota ao G1, a assessoria do restaurante esclareceu que resolveu pedir o pagamento parcial para continuar servindo a mesa de Ruan. O homem, no entanto, teria repetido o mesmo golpe que tentou aplicar em um bar de Goiânia.

A Polícia Militar foi acionada e Ruan foi novamente preso. “O Dona Maria Beach lamenta ter sido mais uma vítima da ação do estelionatário e confia que a Justiça será feita para impedir que os golpes, que ocorrem desde 2014, continuem ocorrendo”, diz a nota da assessoria do bar.

De acordo com a Justiça, Ruan Pamponet é investigado por golpes aplicados em outros bares do Brasil. Além de Goiás, ele já teria cometido o mesmo crime em São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco, Ceará e Distrito Federal). Em cidades do Nordeste, ele teria dado calotes de R$ 2 mil e R$ 4 mil.

Há 41 processos com o nome de Ruan Pamponet, segundo o site JusBrasil.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Catraca Livre.
Crédito da foto de capa: Reprodução/ TV Anhanguera.

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.