Conhecidas nacionalmente como as “Irmãs Galvão”, Meire e Marilene fizeram história na música sertaneja insterpretando um dos maiores clássicos do cancioneiro popular brasileiro, a irresistível “Beijinho Doce”. Ao longo de impressionantes 77 anos, elas construíram uma carreira sólida e respeitada, enfrentando todos os desafios de serem mulheres em um meio predominantemente masculino. E agora, depois de tanto tempo, elas enfrentam mais um desafio: Marilene foi diagnosticada com Alzheimer. No entanto, elas enfrentam mais essa batalha com um sorriso no rosto.

Quem conta os primeiros sinais da doença manifestados pela irmã é Meire. Ao programa Câmera Record, ela disse: “Comecei cantando Beijinho Doce e não escutei a segunda voz. Ela tava olhando pra mim…”

Meire também contou como o diagnóstica foi recebido por elas: “À princípio a gente fica triste, fica apreensiva… A gente, com tanta atividade, como é que ela teve esse diagnóstico de Alzheimer? Todo mundo sabe, não tem cura, não tem volta. É daqui pra frente.”

A irmã também falou sobre a decisão de tornar público o diagnóstico da irmã: “Nós chegamos à conclusão de que nós estávamos iguais àquelas famílias que escondem, e não tem que esconder. Nós tínhamos que dizer que não é um bicho de sete cabeças. Pra tudo tem jeito.”

Confira a reportagem em vídeo:

***
Destaques Psicologias do Brasil.
Foto destacada: Reprodução/TV Record.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.