O protagonista desta história é Jorge Ernesto Días Alanoca, um menino boliviano que desde muito jovem sonhava em ser adestrador e instrutor de cães policiais e recentemente foi selecionado para participar deste trabalho em um programa policial boliviano.

Jorge, que tem deficiência motora e precisa andar com andador, sempre admirou o trabalho dos cães policiais, principalmente no rastreamento de pessoas, por isso quando o Ministro do Governo da Bolívia, Carlos Eduardo del Castillo, soube sobre de seu sonho de se tornar treinador, decidiu apoiá-lo e nomeou-o instrutor honorário do grupo de treinadores de cães da Polícia Boliviana.

“Estamos perante uma criança admirável e sob todos os pontos de vista é um exemplo do que o amor e a dedicação podem fazer. Jorgito é uma criança que realiza todos os seus atos com amor”, disse o Ministro do Governo.

Além disso, Del Castillo comentou que a incorporação de Jorge será de grande valia para a instituição e os dirigentes: “Com esse amor é que ele não só consegue avançar diante de todos os caminhos perigosos da vida, mas também consegue refratar aquela sensaçãotão pura que tem nos animais, no caso nos cachorros”, acrescentou.

Por outro lado, o Ministério do Governo concedeu um reconhecimento especial a Jorge e também lhe deu uma prótese para que se movesse com mais facilidade para que não dependa apenas do andador e assim possa melhorar a sua qualidade de vida.

Além disso, os membros da Divisão de Treinadores de cães da Polícia Boliviana estão compartilhando seus conhecimentos com Jorge para que ele aprenda tudo o que precisa para se tornar um excelente treinador de cães.

“Sabemos que ele tem muitas habilidades e com a Polícia Boliviana aproveitará suas experiências e habilidades”, concluiu o Comandante Geral da Polícia, Johnny Aguilera.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Nation.
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.