O clássico “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, de Machado de Assis, acaba de ganhar uma nova tradução nos Estados Unidos. O lançamento da prestigiada editora Penguin fez tanto sucesso por lá que a tiragem se esgotou logo no primeiro dia. Os exemplares já não podem mais ser encontrados nem na Amazon nem na Barnes & Norbes, a maior livaria varejista dos Estados Unidos.

A nova tradução ficou à cargo de por Flora Thomson-DeVeaux. “Eu sei perfeitamente que é um momento estranho para celebrar o lançamento de um livro (em função da pandemia e dos protestos antirracistas). Mas eu não teria dedicado anos da minha vida a traduzir este aqui se não estivesse convencida de que é um romance eterno”.

Para explicar o sucesso da obra em seu país, Flora traça paralelos entre o Brasil de 1881 retratado pela obra de Machado e o mundo contemporâneo. “Também é uma obra de nosso tempo. Há ecos – troque a febre amarela por Covid. E há continuidade – racismo sistêmico, tão pungente hoje quanto era na década de 1880”, avaliou a tradutora.

Com o recente lançamento no país norte-americano, “Memórias Póstumas de Brás Cubas” se tornou a obra latino-americana mais vendida do momento.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Razões Para Acreditar.
Imagem destacada: Imagem1: Wikimedia Commons e Penguin Classics/Divulgação; 2: Reprodução Twitter/@ruivanorio.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.