O bacteriologista e CEO da empresa Laundryheap, Deyan Dimitrov, explicou em entrevista ao jornal britânico The Telegraph que diante da pandemia de Covid-19 é essencial lavar a roupa com mais frequência, além de adotar tomar algumas medidas extra no intuito de impedir a proliferação de bactérias.

O bacteriologista e outros especialistas alertam que lavar vestuário, roupa de cama, toalhas, panos de cozinha e outros tecidos a 30 graus centígrados não irá necessariamente eliminar o vírus.

De acordo com Dimitri, quanto mais elevada for a temperatura, maior será a probabilidade de impedir a proliferação do Covid-19.

“A temperatura normal do corpo humano é de cerca de 37ºC, promovendo o ambiente e as condições ideais para o aparecimento e sobrevivência de vírus”, diz Dimitrov.

“Isso significa que deve pelo menos lavar a roupa a uma temperatura de 60º ou até a 90ºC”, salienta.

“Além disso, se não gosta de passar a roupa a ferro, dou-lhe uma motivação extra para realizar essa tarefa doméstica. As temperaturas do ferro de engomar podem atingir os 100º – pouco é capaz de sobreviver a isso”, acrescenta o bacteriologista.

Dimitrov menciona ainda que caso alguma roupa ou tecido seja demasiado delicado para ser submetido a temperaturas tão elevadas deverá então levá-los a uma lavandaria para que sejam limpos a seco.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Lifestyle.
Foto destacada: Reprodução.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.