Um grupo de pessoas se reuniu para pensar em uma maneira digna e humana de conectar pessoas de diferentes camadas sociais. A soluação foi a criação da The Street Store (A Loja de Rua em inglês), uma instituição de caridade que doa roupas para as pessoas que vivem em situação de rua.

Trata-se de uma loja improvisada, sem fins lucrativos, que coloca roupas limpas e em bom estado à disposição das pessoas que estão nas ruas há muito tempo. A pessoa só precisa escolher a peça que quiser e pegar, sem custo nenhum.

Kayli Vee Levitan, Saatchi Abel e Max Pazak são os fundadores da Street Store. A inspiração veio um dia, quando eles estavam parados na varanda de seu escritório olhando para baixo e observando todas as pessoas que passavam, explica Levitan.

“Nossos escritórios estão em Green Point, uma área muito moderna e badalada, mas onde há muitos moradores de rua. Notamos que todos os dias pessoas com maior privilégio social cruzam o caminho de pessoas que vivem nas ruas, às margens da sociedade. Mas essas pessoas, de camadas sociais distintas, nunca se encontram de fato. Os ‘ricos’ temem as pessoas em situação de rua e ficam irritados com sua mendicância, então passam a ignorá-las. Isso desumaniza os moradores de rua e os deixa mais confortáveis ​​com a mendicância, pois eles começam a ver os ‘ricos’ como bolsos [de dinheiro], em vez de pessoas. Este ciclo vicioso de desumanização é o que separa esses dois mundos.”

O ciclo de degradação que os sem-teto enfrentam diariamente é o ciclo que a The Street Store pretende destruir. Eles perceberam que os métodos convencionais de caridade não são inspiradores, então criaram uma nova abordagem para resolver o dilema.

Em Janeiro de 2014, a Cidade do Cabo, na África do Sul, recebeu a primeira Street Store. E o projeto foi um sucesso! Levitan relembra o dia: “Todas as roupas doadas foram penduradas individualmente para que os desabrigados pudessem conferir as roupas e não precisassem vasculhar os contêineres. Voluntários estiveram disponíveis para ajudar as pessoas a escolherem as roupas que mais se adequavam aos “clientes” e foi um sucesso absoluto. 1.000 sacolas de roupas foram doadas naquele dia”

Desde então, a emergente instituição de caridade gratuita foi realizada em cidades ao redor do mundo. Com apenas a ajuda de alguns voluntários e alguns pedaços de papelão, a Street Store pode aparecer em qualquer lugar do mundo. Quando todas as peças de roupa são retiradas e é hora de fechar a loja, as placas de papelão são coletadas e recicladas, não deixando nenhum vestígio da The Street Store.

Você gostaria de colaborar? Você pode abrir sua própria “loja”

Começar é fácil. A primeira etapa é acessar o guia de primeiros passos da Street Store. Em seguida, siga as instruções. Quem decide abrir uma loja é incentivado a colaborar com um abrigo ou organização para pessoas em situação de rua, pois são necessários voluntários para realizar o evento. Os designs do pôster são de código aberto e podem ser baixados na TheStreetStore.org e depois impressos e montados. Eles servem como cabides e jogos americanos para doações de roupas. Uma loja pode ser aberta em qualquer lugar onde haja um espaço público, pois é a maneira mais fácil de conectar a população de rua à cidade.

“Queremos apenas que a The Street Store continue a crescer em todo o mundo. Estamos continuamente adicionando novos idiomas e ajudando pessoas ao redor do mundo a realizar seu sonho de ter uma Street Store. Desde 14 de janeiro de 2014, mais de 500 lojas apareceram em mais de 200 cidades. Gostaríamos que esse número continuasse crescendo … para sempre.”

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Nation.
FotoS: Reprodução.

RECOMENDAMOS






Os assuntos mais importantes da área- e que estão em destaque no mundo- são a base do conteúdo desenvolvido especialmente para nossos leitores.