Quem convive intimamente com alguém que é portador do espectro autista sabe que situações que a maioria das pessoas encara como rotineira, a exemplo de atravessar uma rua sozinho, ou dançar em uma festa, pode ser um grande desafio para quem é autista. Então cada vitória nesse sentido deve ser celebrada. E foi exatamente isso que fez Raphaella Jesus de Oliveira, 33 anos, de Serra, Espírito Santo. Mãe de Davi, de 10 anos, ela usou o instagram para comemorar a primeira vez que o filho, que é autista, foi à farmácia sozinho. E o seu relato emocionado causou comoção na web.

Leia, na íntegra, o texto de Raphaella sobre a conquista do filho:

“Quando recebi o diagnóstico de autismo do Davi a 4 anos atrás todos os planos e sonhos que tinha pra vida dele foram frustrados naquele consultório, não por me decepcionar com o diagnóstico dado pelo Neurologista mas sim por me preocupar como seria daquele dia em diante, como seria a socialização do Davi se ele não conversava e as poucas palavras que falava eram muito emboladas… Com o passar dos meses fui ficando mais confiante e passei a ver o mundo de outra forma.

Aprendi que nossos sonhos depende de nós e não de um diagnóstico, aprendi que o AUTISMO nos ensina a ser fortes e não nos deixa fracos. Domingo tomei coragem e deixei Davi ir a farmácia SOZINHO, fiquei vigiando pela janela, falei pra ele olhar para os dois lados antes de atravessar, as vezes o carro estava a “anos luz” de distância mas ele não atravessava kkkkkkkk

Eu liguei pra farmácia antes, perguntei o valor do produto, dei o dinheiro a ele e falei que sobrava troco.
Pode ter sido loucura da minha parte, mas quando ele saiu da farmácia olhou pra cima e disse: MAMÃE EU CONSEGUI, minhas lágrimas começaram a descer e vi que tudo que meu filho quer é mostrar o quanto ele é capaz de fazer as coisas.

O que gostaria de deixar como reflexão é pra que nós mães de crianças intituladas especiais (pq pra mim todas são) NUNCA deixemos de acreditar em nossos filhos, um simples papel chamado laudo não pode frustrar nossos sonhos, existem casos graves sim, mas TODOS são capazes de evoluir. AUTISMO NÃO É O FIM!”

Emocionante, não é mesmo? Temos sim que celebrar todas as vitórias, como faz a mãe do Davi. Porque celebrar é respeitar a nossa trajetória e abrir caminho para as próximas conquistas.

***

Destaques Psicologias do Brasil.
Foto destacada: Reprodução/Instagram – @daviogarcia06

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.