Se você é mãe, é bem provável que já tenha se sentido vivendo um verdadeiro escrutínio. Isso porque todo mundo simplesmente se sente no direito de opinar sobre como você deve educar seus próprios filhos. Acontece que eles são seus filhos e só você sabe o que é melhor para seus péquenos. Claro, dizer algo às autoridades se você vir uma situação perigosa é sempre uma boa ideia, mas compartilhar uma foto online na esperança de que suas palavras maldosas se tornem virais? Isso é apenas cyberbullying, amigos.

Foi exatamente isso aconteceu com uma mãe de Illinois há algum tempo.

Como enfermeira pediátrica e mãe de três anos, é seguro dizer que Molly Lensing sabe o que está fazendo quando se trata de cuidar de suas filhas. Mas quando um estranho aleatório viu ela e seu bebê em um aeroporto, ele decidiu tirar uma foto e compartilhá-la online.

Sem perguntar sobre as circunstâncias em que o registro foi feito, a pessoa anexou uma legenda cruel à sua imagem. Molly não soube da foto por meses, até que o post viralizou nas redes sociais, acumulando mais de 60.000 ações.

A maioria das pessoas que comentaram o post rapidamente tirou conclusões precipitadas – assim como a pessoa que compartilhou a foto fez. Alguns internautas até a identificaram pelo nome e começaram a enviar mensagens para ela!

Uma das mensagens mais crueis usadas como legenda para a sua foto em posts na internet foi a seguinte: “Albert Einstein disse: ‘Temo o dia em que a tecnologia assumirá nossa humanidade … o mundo será povoado por uma geração de idiotas.’”

Dizem que uma imagem vale mais que mil palavras, mas, neste caso, as palavras estavam totalmente erradas. “Tivemos a infeliz sorte de ficar presos no meio do desligamento do computador Delta no aeroporto. Anastasia estava presa ou em seu carregador por muitas horas. Meus braços estavam cansados. Ela precisava se alongar e eu tive que me comunicar com todos os membros da família me perguntando onde diabos estávamos ”, disse Molly.

Estar em um aeroporto é estressante o suficiente, mas acrescente um bebê de dois meses de idade, inúmeras remarcações e mais de 20 horas ouvindo um alto-falante dizer, você não vai a lugar nenhum – qualquer um ficaria louco… mas Molly se controlou.

Embora a mãe ainda veja a foto circulando de vez em quando, ela diz que a ignora e, em vez disso, foca nas pessoas próximas quue conhecem seu verdadeiro eu. “Sou impotente em comparação com a Internet e sei que sou a melhor mãe para minhas filhas e sei que as prezo e as estou criando da melhor maneira que posso.”

Esta história nos deixa uma importante lição: da próxima vez que pensarmos em compartilhar uma foto maldosa, é melhor pensar duas vezes ou perguntar se podemos ajudar – nunca se sabe, podemos até acabar fazendo um amigo!

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Inspire More.
Foto destacada: Reporodução/Little Things.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.