Um casal que lutou por anos para ter um bebê, deu as boas-vindas a duas filhas em menos de dois meses, graças a um membro da família que se solidarizou com a situação

Kelsi e Kyle Pierce, de Minnesota, nos Estados Unidos, dizem que esgotaram suas contas de poupança durante sua jornada de fertilidade. Eles se endividaram depois de pagar por tudo, desde cirurgias até fertilização in vitro (FIV).

Quando nada funcionou, os Pierces disseram que foram informados de que suas opções eram a adoção ou encontrar uma portadora gestacional para carregar um de seus embriões, o que pode custar milhares de dólares.

Em 2018, a mãe de Kelsi, Lisa Rutherford, foi a uma consulta médica com sua filha e foi quando ela pensou pela primeira vez em carregar o bebê de sua filha para ela.

Rutherford pensou muito sobre o assunto e decidiu que, como não tinha dinheiro para ajudar a pagar por uma barriga de aluguel, ela se ofereceria para ser a própria portadora da gestação, porque sabia o quanto isso significava para a filha.

Aos 53 anos, Rutherford passou por vários testes e foi aprovada para carregar um bebê antes de passar por uma transferência de embrião em fevereiro. Menos de uma semana depois, ela soube que funcionava e estava grávida.

Em março, o impensável aconteceu. Kelsi diz que descobriu que estava grávida, sem a ajuda de quaisquer tratamentos ou medicamentos de fertilidade.

Em apenas algumas semanas, Kelsi e Kyle deixaram de ficar constantemente desapontados com seus resultados de fertilidade e passaram a esperar dois bebês ao mesmo tempo.

Em 1º de outubro, Rutherford deu à luz a primeira menina do casal, Everly. Infelizmente, houve alguns problemas devido a uma condição de gravidez chamada pré-eclâmpsia, então o recém-nascido teve que ficar na UTIN por um tempo. Felizmente, Everly estava bem e voltou para casa com seus pais cerca de uma semana depois.

E em 23 de novembro, Kelsi deu à luz sua outra filha, Ava.

Depois de lutar para ter filhos por tanto tempo, Kelsi acredita que aprecia ser mãe ainda mais. Para outras pessoas que lutam contra a fertilidade, seu conselho é manter a mente aberta, porque existem muitos caminhos não convencionais para a paternidade.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de The Denver Channel.
Foto destacada: Bella Sollé Photography.

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.