A pandemia COVID-19 gerou uma grave crise econômica em todo o mundo e uma das regiões que mais sofreu foi a América Latina, onde as taxas de desemprego e pobreza cresceram exponencialmente, afetando milhões de famílias, como é o caso de María Pilar Núñez, uma chilena de 29 anos que perdeu o emprego e desde então ficou em casa para ajudar seus dois filhos, de 4 e 6 anos, em seus estudos e outras necessidades.

Embora o marido de María Pilar pudesse trabalhar ocasionalmente oferecendo seus serviços de encanamento, com o estabelecimento de uma nova quarentena na cidade de Rancagua, no centro do Chile, ele não tinha permissão para trabalhar e, portanto, o dinheiro da Família tornou-se cada vez mais escasso, a tal ponto que em uma ocasião eles não tinham comida em casa.

Diante dessa situação, María Pilar preferiu não acordar seu filho de 6 anos para se conectar às aulas online, já que não queria que ele passasse fome pela manhã e mandou um recado à professora explicando para a professora que o filho iria faltar às aulas não porque é preguiçoso, mas porque infelizmente eles quase não tinham comida.

Quando a professora recebeu a mensagem de María Pilar no WhatsApp, decidiu compartilhá-la para pedir ajuda, pois ficou totalmente chocada com as palavras da mãe.

“Olá, bom dia, tia, meu filho não vai conseguir se conectar à aula por causa de algo pessoal. Lamento te dizer, mas vou te contar para que você não pense que ele é preguiçoso. Hoje eu não tenho pão para ele tomar o café da manhã e no almoço tenho que fazer um arroz. Para que ele não passe fome, não quero acordá-lo cedo. Ficaria muito grata pela sua compreensão e se pudesse me enviar o que você vai ensinar hoje, para que enviemos depois as fotos das tarefas feitas”.

A captura de tela da conversa viralizou no Chile e foi até mesmo compartilhada pelo renomado filantropo chileno Leonardo Farkas, que solicitou ajuda em suas redes sociais para poder entrar em contato com a mãe em situação de vulnerabilidade e depositar dinheiro para ajudar a mulher.

Além disso, milhares de pessoas ajudaram a família e o prefeito de Rancagua, Eduardo Soto, os visitou e os ajudou com três meses de aluguel pagos, deu-lhes caixas com comida e deu ao marido de Maria Pilar uma licença de quarentena para que ele pudesse sair para trabalhar.

Em entrevista à mídia local, María Pilar disse que nunca imaginou que a mensagem que enviou à professora se tornaria viral, “Não pensei que tudo isto fosse acontecer. Foi emocionante, foi um milagre que eu não esperava. Eu não queria nada e veio tudo isso” e terminou agradecendo a todas as pessoas que os apoiaram e mencionou que seu filho voltou às aulas “ele nunca faltou, foi só naquele dia e daí ele também não vai faltar mais. Não gosto que falte, e ele tambpem gosta de aprender”.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Nation.
Fotos: Reprodução.

Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.