Tem rendido controvérsia nas redes sociais um tema ainda bastante novo: mães que usam mochila com guias de segurança ao sair com filhos em lugares públicos. Os críticos chamam o equipamento de “coleiras infantis”.

A polêmica teve início quando a comediante americana Lockwood Barr, que não tem filhos, fez um vídeo dizendo: “Para a senhora que estava hoje na loja com o filho na coleira, desculpe se eu perguntei se ele tinha sido resgatado. A profanação não era necessária. Mas, tipo, obrigada, por não o ter soltado para cima de mim”. Apesar do tom bem-humorado, o comentário da comediante comparando o tratamento dado a criança ao de um cachorro não teve boa recepção entre muitas mães.

A comediante Lockwood Barr no vídeo que viralizou nas redes sociais.

Uma delas foi a inglesa Cat Sims, que resolveu publicar um vídeo respondendo a postagem da comediante com a legenda: “Não sei se você sabe, mas estamos apoiando mulheres agora, ao invés de julgá-las, Lockwood Barr”. No vídeo, Cat, que é a mãe de duas meninas, diz o seguinte: “Pelo amor de Deus! Para a senhora sentada em casa perto da lareira desfrutando de uma bebida tranquila sem precisar lidar com o absoluto caos que as crianças trazem em nossas vidas… Você provavelmente passou seu dia fazendo exatamente o que queria sem se preocupar se a pequena pessoa que saiu do seu túnel do amor está segura, alimentada, aquecida, educada, gentil e saudável. Ou se você se lembrou de passar o uniforme, preparar as refeições, comprar fraldas ou marcar uma consulta ao dentista.”

Cat Sims em seu vídeo de resposta às críticas de Lockwood Barr.

Cat ainda disse que, além de fazer tudo isso, também é esperado que as mães “trabalhem em um emprego em tempo integral, tenham boa aparência, pratiquem o autocuidado, tomem banho e se exercitem. E, assem muffins para as festinhas da escola e, claro, pratiquem ‘parentalidade gentil’”. Cat disse ainda de forma bem-humorada: “Tudo isso enquanto sua cria está agindo de forma completamente maluca e parece determinada a destruí-la de dentro da alma até os limites das hemorroidas com que ela generosamente te presenteou ao chegar à Terra. Então, por favor, saiba disso: meus filhos têm sorte por não ficarem presos na metade do tempo.”

E você, de que lado está nessa história?

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Crescer.
Fotos:

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.