A atriz hollywoodiana Marilyn Monroe foi e continua sendo um dos maiores ícones de beleza de todos os tempos. Quem não se lembra, por exemplo, dos seus inconfundíveis cabelos platinados, do seu icônico vestido branco voando e das suas caras e bocas? Mas estamos em 2020, uma era em que as pessoas cada vez mais querem se parecer com um boneco de cera do Museu Madame Tussauds. Impera a ditadura da “perfeição”, em que corpos reais não se enquadram no que é visto como belo. E o que teria Marilyn Monroe a dizer sobre tudo isso? Ao que tudo indica, ela já disse. Suas fotos de maiô são a melhor resposta aos padrões de beleza inalcançáveis de hoje. Com celulites e gordurinhas sobrando, ela era perfeita!

Ao mesmo tempo em que aparecia em diversas produções cinematográficas, Marilyn adorava posar diante das lentes de uma câmera fotográfica. Ele protagonizou inémros ensaios fotográficos memoráveis, incluindo um de Sam Shaw, que revelou as fotos ao mundo, provando definitivamente que Norma Jean (nome real de Marilyn) tinha um verdadeiro caso de amor com as câmeras.

Em uma praia, vestindo um maiô típico da época, Marilyn exibia seu melhor sorriso e curvas de dar inveja. Ela tinha um corpo real, cheio de curvas, algumas celulites e até umas gordurinhas sobrando, e isso tudo só a fazia mais maravilhosa.

“Ela é linda mesmo sem maquiagem. Seu espírito também”, descreveu Sam quando a fotografou, em 1957.

Linda e cheia de curvas, Marilyn nunca deixou de ser ela mesma.

Que tal experimentar se amar como Marilyn se amava?

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de UPSOCL.
Fotos: Sam Shaw

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.