Se você é mãe ou pai, com certeza já viu essa cena: Você dá algo bonito e colorido ao seu filho e ele fez uma birra porque não gostou do presente. A situação é tão comum quanto parece, e as reaçãoes de pais e mães vão de broncas a castigos, variando de acordo com a personalidade e com a maneira como cada um escolhe esducar seu pequeno. Algumas mães, entretanto, resolvem surpreender, como no caso de Haley Hassell, que encontrou a maneira mais inusitada para ensinar uma lição à sua filha, a pequena Presleigh.

Hassell, que mora na cidade de Cantonment, na Flórida (EUA), comprou para a sua filha um lindo estojinho cor-de-rosa, estampado com personagens infantis. A menina, no entanto, disse que tinha achado o presente da mãe ridículo porque muitas outras crianças já tinham um igual. Em um surto de fúria, a garaota jogou o estojinho no lixo.

Foi aí que Haley pensou como mãe, não se deixando afetar pelas emoções que surgem nessas horas, como tristeza e humilhação. Então ela decidiu ensinar uma lição à menina, que ainda não tinha a real noção do quão difícil é juntar dinheiro para comprar coisas.

Já que Presleigh não gostou do presente, então que pusesse seus lápis dentro de um saquinho ziplock no lugar do estojo e o levasse para a escola. Pra quem não sabe, um ziplock é um como o da foto a seguir:

Em uma postagem no Facebook, a mãe disse que naquele momento ficou muito brava, mas que depois raciocinou e percebeu que poderia passar um importante valor à menina. “Ok, eu vou pegar o estojo que você vai usar então”, disse ela após o surto de sua filha. Escreveu em um ziplock: “estojo da Presleigh” e entregou a ela, que percebeu instantaneamente o terrível erro que tinha cometido.

Segundo a mãe, instantaneamente o estojinho jogado no lixo deixou de ser ridículo, mas já era tarde demais. Agora o estojinho seria doado pra uma criança que precisasse de um, e isso com ela junto.

Presleigh com certeza aprenderá a lição, mas nem todos os pais concordam com isso. Embora a maioria dos comentários em sua publicação sejam elogios à atitude, alguns alegam que ela foi muito dura com a menina. Uma mãe, por exemplo, diz que o certo seria levar a menina pra comprar o estojo com ela, pra saber o que ela queria. “Eu falo com meus filhos e me importo com eles. Bom trabalho em ser uma mãe monstro”. Esse comentário teve 830 curtidas. Mas a publicação da mãe chegou a 130 mil curtidas e 60 mil compartilhamentos, quase todos elogiando a atitude. Muitos dizem que mais pais e mães devem ser assim.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Ovelhas Voadoras.
Fotos: Reprodução.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.