A protagonista dessa história é Samantha Pardo Wilches, uma prodígio de 10 anos da cidade de Cartagena, no norte da Colômbia, que ganhou uma bolsa integral para estudar na Northwestern University nos Estados Unidos, graças ao seu impressionante desempenho acadêmico.

Quando Samantha soube que havia ganhado a bolsa, não conteve a alegria, pois para ela é um sonho que se tornou realidade, como ela mencionou em entrevista ao jornal colombiano El Heraldo “Isso significa muito para mim … Fiquei muito feliz quando descobri, comecei a chorar, minha mãe pulou de felicidade. Ficamos muito felizes porque sempre sonhei em estudar em uma universidade nos Estados Unidos”.

E é que desde que Samantha era uma criança, ela começou a mostrar que seria uma pessoa com uma mente prodigiosa. Sua mãe Katherin Wilches e seu pai Antony Pardo relataram que sua filha começou a andar quando ela tinha apenas 6 meses de idade, aos 9 meses ela estava balbuciando e quando ela tinha 18 meses eles a matricularam em uma escola onde ela mostrou suas habilidades avançadas e QI alto.

Katherin comentou com El Heraldo que “Começamos a perceber que ela tinha dons muito importantes. Ela nunca calçava os sapatos ao contrário, apesar de ser muito pequena. Quando ela estava na segunda série, os professores a colocaram na terceira e depois ela pulou a quarta e foi para a quinta”.

Além disso, Katherin mencionou que ao longo de sua vida de estudante, Samantha teve muitos reconhecimentos acadêmicos e em 2019 ela obteve o primeiro lugar na Colômbia nos testes Saber Pro de 5ª série e também ganhou um prêmio de “Melhor redatora infantil” em um concurso realizado no nacional nível e graças a essa conquista, a história da menina foi amplamente divulgada na Colômbia.

Katherin relatou na entrevista que “desde aquele momento muitas entidades se interessaram por ele, muitas portas se abriram para nós, do consulado às universidades. Foi um processo muito legal, fizeram várias entrevistas virtuais com ele ”. E disse que quando recebeu a bolsa para estudar nos Estados Unidos “foi algo maravilhoso e uma bênção que deve ser aproveitada ao máximo”.

Por fim, a mãe de Samantha afirmou que a filha deseja ser médica e gosta das especialidades de cirurgia cardiovascular e neurologia. Katherin disse que “ela diz que quer ser uma grande cientista para descobrir a cura do câncer e encontrar respostas sobre o autismo.”

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Nation.
Fotos: Reprodução.

Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.