Um cão de estimação pode ser o melhor amigo de uma criança que cresce ao seu lado. Cães amam incondicionalmente e sempre estarão presentes em qualquer situação, mesmo as mais delicadas.

Esta história é sobre dois “anjinhos de quatro patas” que salvaram seu melhor amigo humano, um garotinho de três anos com autismo.

A família do marechal Butler, que vive na cidade de Ponce de León, na Flórida (EUA), viveu seu pior pesadelo em 3 de junho, quando, sem o conhecimento de seus pais, o pequeno Marshal desapareceu de casa.

O menino, qua ainda não consegue se comunicar, usava apenas uma fralda quando desapareceu inexplicavelmente com seus amigos caninos: Nala e Buckwheat.

Depois de uma hora de intensa busca com a ajuda dos vizinhos, os pais de Marshal ligaram para a polícia, que imediatamente foi ao local. Uma equipe de policiais e cães começou a rastrear o garoto.

Por várias horas, a família, todo o bairro, a polícia local e nacional e os oficiais da Comissão de Conservação de Fauna e Vida Selvagem da Flórida procuraram pelo menino. Ao mesmo tempo, imagens do menino e dos cães foram divulgadas, à espera de alguém para identificá-los.

“Estávamos em pânico. Passavam pela nossa cabeça todos os piores cenários. Durante todo o processo, você fica aterrorizado ”, disse Kayla Stewart, tia de Marshal.

Felizmente, depois de algumas horas, Carol Shelton, uma vizinha, reconheceu Marshal. Os dois cães estavam ao lado do pequeno para protegê-lo de qualquer perigo.

“Seus dois cães estavam lá com ele. Eles o haviam guiado. Acho que eles o mantiveram seguro, livrando-o de qualquer perigo”, disse Carol.

O menino foi encontrado ileso e fielmente acompanhado por seus cães muito perto da margem de um rio, a dois quilômetros de sua casa.

Buckwheat e Nala protegeram Marshal perfeitamente até que ele foi encontrado. Eles teriam cuidado do menino pelo tempo que fosse necessário.

Eles ainda não explicam o que o menino estava fazendo durante todo esse tempo e como ele saiu de casa. O que é realmente importante é que ele foi encontrado são e salvo graças a seus amigos leais.

Marshal estava cheio de lama por brincar no chão, uma questão que não surpreendeu sua família, pois eles dizem que brincar no chão é sua atividade favorita.

“Eles estavam fazendo o trabalho deles, sou muito grata por isso. Os dois amam muito Marshal, então sabiam o que tinham que fazer”, disse a mãe do menino, que não parava de agradecer aos cachorros.

Nala e Buckwheat mostraram o quão amorosos e corajosos nossos amigos de quatro patas podem ser, especialmente com crianças.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Nation.
Fotos: Reprodução.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.