Noah Wall celebrou recentemente seu nono aniversário rodeado porsua família amorosa e seus muitos amigos.

O garotinho de Cumbria, na Inglaterra, usa uma cadeira de rodas para se locomover. Ele é incrivelmente inteligente e adora estudar ciências e aprender sobre o sistema solar. Sua vida é bastante normal, o que causa espanto em algumas pessoas, considerando que os médicos nem esperavam que Noah sobrevivesse ao seu nascimento.

Sua mãe, Michelle Wall, estava grávida quando os testes revelaram que seu filho tinha espinha bífida, uma deficiência de nascença em que a coluna e a medula espinhal não se formam corretamente. Esse diagnóstico por si só foi esmagador, mas quando eles realizaram mais testes, a notícia foi piorando. Uma varredura da cabeça de Noah mostrou um cisto porencefálico que estava destruindo seu cérebro.

Outros testes genéticos revelaram duas doenças genéticas distintas, a síndrome de Edward e a síndrome de Patau, ambas raras e com baixa probabilidade de sobrevivência. Os médicos recomendaram que Michelle interrompesse a gravidez, prevendo que o bebê nascesse sem vida. Se ele sobrevivesse, eles achavam que ele estaria em estado vegetativo permanente, tendo nascido surdo, cego e paralisado da cintura para baixo.

Enquanto Michelle e seu marido Rob continuavam com a gravidez, eles oraram por um milagre que nunca sonharam que realmente aconteceria.

No dia em que Noah nasceu, as orações da família foram atendidas. Ele soltou um grande grito no momento em que veio ao mundo como se quisesse deixar seus pais saberem que seu filhinho não iria cair sem lutar!

As varreduras mostraram que apenas 2 por cento do cérebro de Noah sobreviveram ao cisto em seu crânio. Sete semanas após o nascimento, ele passou por uma cirurgia para fechar a abertura na coluna vertebral e colocar um implante na cabeça para drenar o fluido do cérebro.

“É um assunto muito emocionante”, disse Rob ao Good Morning Britain. “Algumas pessoas dizem que você não pode desenvolver um cérebro, alguns dizem que o cérebro dele estava lá, todo comprimido, então quando ele colocou seu implante de drenagem, ele voltou para onde deveria estar – mas se seu cérebro estava tão comprimido, ele deveria ter tido uma deficiência mental severa.”

No entanto, Noah não é mentalmente deficiente. Na verdade, ele é incrivelmente inteligente! Aos 9, ele é fisicamente ativo e sonha em se tornar um astronauta algum dia.

“Eles nos disseram que ele poderia não ser capaz de falar, ouvir, comer ou qualquer coisa”, disse Michelle . “Mas ele pode ver as horas, ele lê, ele faz matemática, ele adora ciências. Ele pode falar sobre o sistema solar. Ele tem sonhos incríveis e um conhecimento ainda mais incrível.”

Noah já passou por 11 cirurgias até agora e muitas outras estão por vir, mas ele já superou as expectativas de todos – de todas as maneiras possíveis!

“É surpreendente para mim como ele é inteligente. Todos os dias ele faz algo que me impressiona. Ele até começou a usar loção pós-barba na preparação para a puberdade”, disse Michelle. “Estou extremamente orgulhosa dele. Ele é meu filho. Seu objetivo na vida é correr, é o que ele quer fazer. Vou ajudá-lo em tudo que puder e sempre estarei lá para ele.”

Que maneira de vencer as probabilidades, Noah! Que lembrete maravilhoso da importância de manter a esperança viva.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Inspire More.
Fotos: Reprodução/Facebook.

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.