Quando duas pessoas se unem em matrimônio, geralmente imaginam que ficarão juntas para sempre, ou pelo menos assim desejam. No entanto, o que muitos casais não sabem quando fazem juras de amor eterno perante um juiz é que a vida irá constantemente colocar esse amor à prova. Finais felizes, afinal, só existem nos contos de fadas.

Mas também é verdade que, se um casal consegue se manter unido mesmo diante das muitas dificuldades que surgem ao longo da vida à dois, isso significa que o laço que une essas duas pessoas é um amor tão forte e verdadeiro que nem mesmo o tempo pode apagar.

Os australianos Phyllis e Stan foram esse tipo de casal. Eles permaneceram juntos até mesmo nos momentos mais sombrios.

A história de Phyllis e Stan viralizou na internet em 2018, quando Kelli Taylor fez uma publicação no Twitter contando que sua mãe, Phyllis, havia sido diagnosticada com demência aos 53 anos e que, após cinco anos de luta, havia chegado ao estágio final de sua doença. Segundo ela, mesmo em tempos muito difíceis para sua família, seu pai não deixou de cuidar da esposa com o amor e o carinho de sempre.

Ainda de acordo com a filha, quando Phyllis já havia perdido muitas de suas memórias, incluindo as de seu marido Stan, ela ainda se sentia segura nos braços dele, então costumava perguntar se podia deitar e dormir com ele. Em uma dessas ocasiões, Kelli imortalizou a cena em uma foto tão bela que é capaz de derreter até os corações mais gelados.

“Meus pais estão casados ​​há 34 anos. Minha mãe está nos estágios finais de uma demência precoce (diagnosticada há 5 anos, quando ela tinha 53 anos). Meu pai cuida dela em tempo integral”, escreveu Kelli na descrição de seu post no Twitter, ao lado da foto deles abraçados.

“Ela nem sempre se lembra do nome dele, mas sabe que está segura com ele. Se isso não é amor verdadeiro, não sei o que é”, acrescentou no Twitter.

Infelizmente, um mês após a publicação, em 27 de maio de 2018, Phyllis faleceu. “Foi uma jornada longa e excruciante, com muitas perdas ao longo do caminho, por isso estamos aliviados por ela não estar mais sofrendo. Mas isso não alivia a dor desta perda. Estou de coração partido. Não acredito que não posso mais abraçá-la”, escreveu Kelli.

Mesmo após a partida de Phyllis, a linda história de amor que ela construiu com Stan continua a comover e inspirar milhares de pessoas ao redor do mundo. Eles são um lembrete de que, apesar de tudo, o amor vale à pena.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Nation.
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.