Dizem que o amor de mãe pode tudo. Um bom exemplo disso é Natalia, uma jovem que – apesar da atrofia muscular que a impede de se movimentar livremente – faz tudo o que é humanamente possível para dar suporte ao filho David, que sofre de autismo severo.

Natalia deu à luz seu primeiro filho quando tinha 22 anos. Tudo ia bem na época, mas algum tempo depois ela descobriu que carregava uma doença terrível: a artrogripose.

A artrogripose é uma condição genética que impede que os músculos de uma pessoa se desenvolvam normalmente. Com o passar dos anos, a doença incurável causa fraqueza corporal e, finalmente, a paralisia de diferentes partes do corpo. No caso de Natália, hoje com 33 anos, ela não consegue mais andar ou usar as mãos. Deste modo, ela realiza boa parte das atividades cotidianas usando a boca.

Apesar de sua condição, Natalia decidiu engravidar de um segundo filho com o marido. Aos 27 anos, tornou-se mãe de David, mas embora a alegria daquele momento fosse imensa, ela não achava que a vida lhe daria novamente um duro golpe.

A gravidez de Natalia não foi fácil. Durante o período de gestação, ela sofreu mais de quatro convulsões. Seu problema de saúde a obrigou a dar à luz quando David mal estava no útero há 7 meses.

Por ter nascido prematuro, David foi incapaz de desenvolver todo o seu cérebro. Além disso, os especialistas descobriram que o filho de Natalia sofre de autismo, o que limitou seu nível de sociabilidade e aprendizado.

Mas para Natalia nada é impossível. Ela largou o emprego de auxiliar de escritório e hoje se dedica exclusivamente a cuidar do filho. Há algum tempo. a jovem mãe surpreendeu os internautas ao compartilhar fotos em que é vista alimentando o filho com a própria boca.

Hoje Natalia se dedica à arte como forma de gerar dinheiro. Com suas habilidades, ela aprendeu a manejar lápis e marcadores com os dentes para desenhar em lousas e copos, para depois vendê-los.

Não há nada que impeça uma mãe que quer o bem-estar de seus filhos. Nem mesmo uma doença incurável.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de UPSOCL.
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.