Amy Jandrisevits trabalhava como assistente social em uma unidade de oncologia pediátrica, onde usava bonecas na ludoterapia para ajudar seus clientes a se expressarem. Infelizmente, as características físicas idealizadas das bonecas que ela usava não refletiam a realidade física das crianças com quem trabalhava. Então ela decidiu fazer as próprias bonecas.

Isso foi há cerca de quatro anos. Desde então, Jandrisevits expandiu seus esforços na “A Doll Like Me!”, uma pequena empresa dedicada à fabricação de bonecas. Ela cria cada boneca com uma criança específica em mente.

Jandrisevits se esforça muito para fazer com que cada boneca se pareça com a criança para a qual foi criada. Além da cor da pele, do cabelo e das roupas, Jandrisevits aprendeu a criar bonecos com marcas de nascença, recortes, albinismo, diferenças nos membros e outras características físicas. A única coisa que todas as bomecas tem em comeum é o sorriso.

Esses sorrisos são combinados em fotos de crianças eufóricas segurando suas novas bonecas. A página A Doll Like Me no Facebook é um tesouro dessas imagens, que podem derreter até o mais frio dos corações.

Cada boneca custa cerca de US $ 100 para fazer e enviar, mas Jandrisevits não está no negócio de negar bonecas a crianças que as querem simplesmente porque seus pais não podem pagar. Ela começou uma página GoFundMe há aproximadamente quatro anos atrás para ajudá-la a fornecer bonecas para crianças, independentemente de suas necessidades. Ela arrecadou quase US $ 24.000 na plataforma, que foi reconhecida como o “GoFundMe Hero” no mês de dezembro.

Que iniciataiva bonita, não acaham? Representatividade é tudo!

***
Destaquesa Psicologias do Brasil, com informações de Nation.
Fotos: Reprosução.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.