Você já reparou que de um modo geral, esperam que estejamos sempre bem? Existe uma ideia utópica de que temos que dar conta de toda e qualquer demanda que apareça em nosso dia a dia, seja em casa, no trabalho, na faculdade ou em qualquer outro núcleo social que façamos parte.

Mas a expectativa não corresponde com a realidade, se olharmos ao nosso redor, podemos perceber que nem as máquinas trabalham o tempo todo sem uma pausa para manutenção. Por que você acha que tem a obrigação de estar feliz e produzindo o tempo todo? Nada é tão constante assim e não há problema algum nisso.

Em nossas vidas, as vezes passamos por períodos como as estações do ano, vivemos momentos calorosos e animados como o verão, alguns momentos que exigem uma renovação, assim como acontece no outono, quando as árvores trocam suas folhas e apresentam seus frutos, as vezes precisamos passar por momentos instáveis e frios como verdadeiros invernos, mas também temos nossos dias belos e floridos como a primavera.

Em todas estas fases temos a oportunidade de aprender a lidar com as particularidades existentes em cada “estação” e compreender a importância de cada uma delas em nossa vida. Todos nós temos nossos dias bons e ruins, passamos por dias de chuva e dias de sol, até chegar o momento certo para florescer e frutificar.

Tem muita gente adoecendo por se sobrecarregar, por comprar a enganosa ideia de que não pode parar, não pode errar, de que precisa se manter produtivo(a) e constante. Muitos profissionais estão sendo obrigados a se afastar do trabalho com transtornos de ansiedade, depressão, burnout e tantas outras coisas das quais ignoraram todos os sinais que indicavam a necessidade de parar para a manutenção.

Às vezes é mais vantajoso dar uma pausa naquele trabalho que não está rendendo e tomar um café, arejar a mente e depois voltar, do que gastar energia em algo que você não está conseguindo enxergar solução. Em muitos casos tudo o que você precisa é de um tempo para você respirar, relaxar e tentar novamente.

Por isso, não se cobre demais quando não estiver passando por um bom momento, dar o seu melhor não significa consumir toda sua energia vital. Aprenda a conhecer e respeitar seus limites, não crie expectativas de dar frutos no verão ou flores no inverno, tudo tem seu momento certo e ocorre mediante a condições propícias. Mas, lembre-se para florescer é preciso ter passado por todas as estações.

Mas atenção, você não precisa passar sozinho(a) pelo inverno! Família, amigos e até colegas de trabalhos funcionam como uma rede de apoio, fundamental para a manutenção da nossa qualidade de vida emocional, pois proporcionam segurança e conforto quando precisamos. E se achar que o “inverno” está demorando demais, procure um psicólogo e depois compre um filtro solar!

Imagem de capa: Shutterstock/solominviktor

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Psicólogo Clínico, também atua como Orientador Profissional, pós graduando em Teoria psicanalítica e práticas clínico-institucional. Criador do Blog Vivendo a Orientação Profissional. Observador do cotidiano, apaixonado por gente, músicas, livros e animais