Em 2015, Brad estava se sentindo esgotado por conta das demandas da faculdade de veterinária, quando decidiu visitar sua avó de 85 anos. Ele esperava que passar algum tempo com a família em sua cidade natal em Ohio fosse ajudá-lo a elevar seu ânimo.

Ele então contou para a avó todas as suas histórias de viagens, mas, em determinado momento da conversa ele ficou tocado com uma revelação que ela lhe fez: Ela nunca tinha visto o mar ou as montanhas.

Ryan, então, perguntou espontaneamente à sua avó se ela gostaria de sair em viagem com ele. E ela topou!

Desde então, avó e neto visitaram 29 parques nacionais e viajaram um total de 37 mil quilômetros nos últimos quatro anos. Ao longo dos últimos três anos e meio, Ryan diz que ele e sua avó conduziram coletivamente 25.000 milhas por 38 estados – e isso afetou dramaticamente sua qualidade de vida.

“Ver a alegria da minha avó, que acorda todas as manhãs feliz e realizada, me faz ter gratidão pela vida. Ela me ensinou a viver”, disse Ryan. “Com ela, aprendi a desacelerar e ver as coisas de uma maneira diferente. Me sinto mais rico.”

“Eu amo muito a minha avó; ela me faz ter uma grande paz comigo mesmo. Enquanto estamos viajando e conhecendo todos esses lugares, sinto nossos espíritos desprendidos e livres, livres para contemplar as paisagens.”

Ryan tem documentado as suas aventuras ao lado de Joy no Instagram, e e espera que sua presença na rede social inspire outros jovens a passar mais tempo com seus familiares mais velhos.

“Eu quero que as pessoas mais jovens saibam que sim, é muito legal sair com seus avós!”, disse. “Você não sabe o que está perdendo… Há muita perspectiva e conhecimento que podemos obter nos relacionando com eles.”

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Razões para Acreditar.
Foto destacada: Reprodução/Instagram.

Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.