Uma noiva cuja vida foi salva por uma doação de órgãos foi levada ao altar em seu casamento pelo pai da doadora. A cena comoveu todos os presentes na cerimônia.

A noiva em questão é Diana Donnarumma, de 28 anos, que reside em Buffalo, Nova York, Estados Unidos. A jovem quase não conseguiu conter as lágrimas quando Daniel Donnelly Jr segurou sua mão enquanto eles comainhavam até o altar para para que ela pudesse se casar com seu noivo, Conlan Kreher.

Mas antes de chegar ao altar, Daniel, cuja filha faleceu em um acidente de carro em 2017, devolveu Diana ao próprio pai. Os dois homens se cumprimentaram e o pai de Diana fez questão de agradecer pelo atitude que permitiu que sua filha tivesse a oportunidade de ter uma vida plena.

Diana tinha um problema gastrointestinal que tornava quase impossível que seus processos digestivos funcionassem normalmente. Depois de muito tempo com assistência médica para realizar sua nutrição, Diana recebeu um transplante de outra jovem, Heather, filha de Daniel.

Um ano após o transplante, Diana teve permissão para entrar em contato com a família de sua doadora, que tinha a opção de aceitar ou negar o pedido. A carta de Diana passou por seu centro de transplante em Washington DC para um centro de doação de órgãos do Texas, que então contatou Daniel.

Daniel aceitou a carta, e mais tarde ele e Diana se falaram por telefone, o que, segundo Diana, a fez chorar por dois dias seguidos, depois de descobrir que Heather era uma pessoa maravilhosa.

Nos anos seguintes, Diana e Daniel acabaram se encontrando em Illinois, onde ele mora. Lá, o homem contou à jovem que era a decisão de Heather ser doadora de órgãos, e que sua filha havia falecido poucos dias antes de se casar com seu próprio noivo, Beau.

Sabendo que Daniel, um pai solteiro, não teve a chance de levar sua filha ao altar em seu grande dia, Diana mais tarde perguntou se ele faria a honra de conduzí-la ao altar, o que Daniel prontamente aceitou.

Em 13 de agosto, na Salvatore Hospitality em Buffalo, Daniel chorou ao ver Diana em seu vestido de noiva pela primeira vez, antes de levá-la para a sala principal para a recepção.

Lá, ele entregou Diana para seu pai biológico, Glen, que acompanhou sua filha pelo resto do caminho para que ela pudesse se casar com seu marido, Conlan Kreher, de 30 anos.

Falando sobre o momento, Diana disse: “Quando ele me viu pela primeira vez no meu vestido de noiva, então eu também comeceu a chorar. Ele sente muita falta de Heather e luta com a dor de sua ausência. […] Ele disse que estava honrado em me levar até o altar e está muito feliz por ter outra filha agora.”, contou Diana.

“Eu disse a Daniel que o espírito de Heather estava lá conosco e ela estava mais feliz do que nunca, e nós nos abraçamos antes de sairmos.”, continuou.

Diana espera poder conscientizar as pessoas sobre a importância da doação de órgãos. “Sem a decisão de Heather, eu não estaria aqui hoje. A morte é uma tragédia, mas o transplante é uma luz de beleza no meio dessa tragédia.”

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Daily Mail e UPSOCL.
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.