O casal texano Carlos Muniz e Grace Leimann tinham planos de terem uma cerimônia de casamento perfeita, mas eles foram confrontados com um duro obstáculo, o COVID-19. Quando tudo parecia parecia perdido, a intervenção de um enfermeiro bastante craitivo fez toda a diferença

Em vez de festejar sua despedida de soleteiro com os amigos, como havia planejado, o noivo se viu lutando contra o coronavírus na UTI do Hospital Metodista de San Antonio. Conectado a uma máquina de ECMO (uma forma avançada de suporte de vida), a condição de Muniz continuou a piorar.

Depois de saber das núpcias interrompidas de seu paciente, o enfermeiro Matt Holdridge teve uma ideia inpirada. A cerimônia original pode ter sido cancelada, mas por que não organizar um casamento para Muniz e Leimann no hospital?

“A bola começou a rolar a partir daí”, disse Holdridge em uma entrevista à CNN . “Muitas pessoas começaram a se voluntariar para isso. Antes que você percebesse, todas as enfermeiras da unidade sabiam sobre isso e estavam tentando descobrir maneiras de tornar tudo mais especial.”

Para muitos pacientes em estado crítico, ter um estado de espírito positivo às vezes pode ser um componente tão integrante da recuperação quanto o tratamento médico. No final das contas, dar a Muniz o incentivo extra do matrimônio provou ser exatamente o que o médico – ou, neste caso, o enfermeiro – receitou.

Com o casamento de volta, Muniz se recuperou notavelmente. “Conseguimos remover seu tubo de alimentação e ele conseguiu comer e beber sozinho”, relatou Holdridge. “Tudo sobre seu quadro geral ficou cada vez melhor.”

O casal teve seu enlace em uma cerimônia ao lado da cama realizada em 11 de agosto. Leimann usava um vestido branco tradicional com um véu e máscara hospitalar combinando. Muniz, junto com seu padrinho Holdridge, usava camisetas de smoking combinando. Em vez da noiva caminhando pelo corredor, o noivo foi levado – com a cama e tudo – ao acompanhamento de música emocionante por uma festa de casamento de funcionários do hospital entusiasmados.

Já foi dito que “o casamento envolve duas pessoas e as celebrações de casamento são para todas as outras”. Em nenhum lugar esse ditado poderia ser mais verdadeiro do que nesta ocasião particular.

Holdridge disse à CNN que planejar e realizar um evento tão edificante nestes tempos difíceis provou ser um grande impulsionador da moral não apenas para o casal feliz, mas para toda a equipe do hospital também. “Precisávamos disso tanto quanto eles”, admitiu.

Acho que só mostra que, mesmo na era do Coronavírus, às vezes o amor realmente vence.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Good News Network.
Foto destacada: Reprodução/ Youtube.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.