Quando o amor é verdadeiro, não há obstáculos grandes o suficiente para se interpor entre os apaixonados. Por isso, embora parecesse difícil, este casal com deficiência auditiva pôde realizar seu casamento como qualquer outro, mas em vez das palavras do sacerdote, sua união foi consagrada em língua de sinais.

Adrielly Monteiro e Adalberto Ferreira formam o casal que protagonizou uma terna celebração de casamento na cidade do Lajedo, em Pernambuco.

O que foi surpreendente é que eles tinham um padre que conhecia a linguagem de sinais para que pudessem oficializar a união como manda o protocolo. Era algo que eles não esperavam, mas felizmente contaram com o Padre Aluízio Ricardo Aleixo para esta ocasião.

“O primeiro sentimento foi de respeito, pois o padre usou Libras (língua brasileira de sinais) durante toda a cerimônia, garantindo que nós, como pessoas com deficiência auditiva, pudéssemos ter acesso ao sacramento do casamento em nossa língua. Ficamos muito felizes”, disse a noiva.

Entretanto, para o resto dos convidados do casamento compreenderem, o padre também falou em português. Isso poderia ter acontecido depois que o casamento foi adiado devido à pandemia de COVID-19.

“Não esperava que o padre soubesse Libras. Foi muito emocionante” , comentou o noivo. Foi algo que surpreendeu a todos, pois não é comum um padre ser treinado assim. Na verdade, eles trouxeram seus próprios intérpretes de sinais para a cerimônia, mas não precisaram.

“Para mim o momento de celebração é extraordinário. O fato de usar Libras é o cumprimento de uma missão, missão que recebi de Deus de evangelizar também os surdos, de comunicar a palavra, por meio da língua de sinais”, disse o padre Aluízio.

O religioso, que tem 14 anos na prática do sacerdócio,foi evangelizado por uma pessoa surda. Daí nasceu o seu sentimento de inclusão com as pessoas com deficiência.

“(É) um ato que promove maior reflexão para a sociedade, mostrando a importância de se aprender Libra, independente da função profissional que seja exercida. O gesto do padre foi acolhedor e muito respeitoso comigo, com meu marido e com os convidados surdos, sabendo que usamos uma linguagem diferente da maioria”, disse a noiva.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de UPSOCL.
Fotos: Reprodução/ Arquivo Pessoal.

Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.