Stephanie e John Reid viveram no dia 23 de janeiro de 2019 uma das maiores dores que um pai e uma mãe podem experimentar, eles perderam seu filho, Dakota Reid, 16 anos, vítima de um acidente de carro.

E, ainda tentando descobrir maneiras de conviver com esta dor, os pais tiveram que tomar uma decisão difícil e muito importante: se iriam – ou não – doar os órgãos do filho.

Depois de muito refletirem sobre o assunto, eles decidiram autorizar o procedimento.

John Reid e o filho Dakota Reid. Foto: John Reid.

Um ano se passou e o o casal, que mora no estado da Virgínia (EUA), recebeu dois presentes especiais pelo correio: uma carta de agradecimento e um ursinho de pelúcia, enviados por Robert O’Connor, a pessoa que teve a vida salva pelo coração de Dakota.

“Eu preferia entregar o presente pessoalmente, mas não sabia como isso aconteceria”, disse ele, receoso da reação dos pais do adolescente.

Robert explicou na carta que estava fazendo um eletrocardiograma quando teve a ideia de gravar os batimentos cardíacos do seu novo coração.

Reprodução/Facebook.

Ele adicionou a gravação dentro do ursinho de pelúcia, vestido com uma camiseta escrita “Melhor pai do mundo” para John. Toda vez que o ursinho é pressionado, é possível ouvir os batimentos do coração que um dia foi de Dakota.

John Reid ficou extremamente emocionado com a surpresa. Confira:

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Razões Para Acreditar.
Fotos destacadas: Reprodução/Facebook

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.