Em um vôo da American Airlines de Chicago (Illinois, EUA) a Omaha (Nebraska, EUA), alguém conseguiu atrair todos os olhares para si. Trata-se de uma passageira que decidiu embarcar acompanhada de um pônei. A cena pode até ter causado estranhamento entre outros passageiros, mas fez sucesso entre tripulantes.

Reprodução/Twitter.

A atitude da passageira, que não foi identificada, pode ser melhor compreendida quando ficamos sabendo que o pônei em questão é um animal de apoio emocional. Nos Estados Unidos, gatos, cachorros, e outros animais são usados para oferecer conforto a pessoas com depressão ou ansiedade. E esse é o caso do pônei batizado como Flirty, que fez a festa dos tripulantes do voo para Omaha.

Reprodução/Instagram.

A dona de Flirty disse na página que mantém no Instagram para o animal que não pode ter o apoio emocional de um cão por ser alérgica. Ela afirmou que treina equinos.

Acompanhantes animais são autorizados em voos a passageiros que tem problemas psicolóicos, como depressão e ansiedade. São diferentes de animais que funcionam como guias, destinados a deficientes físicos. Os animais precisam ser registrados no Departamento de Transporte dos EUA.

Empresas aéreas podem ser multadas se separarem passageiros dos seus animais.

Reprodução/Instagram.

Veja o momento em que Flirty embarca no vôo:

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Extra.
Foto destacada: Reprodução/Twitter.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.