“Nossos resultados sugerem que esta pílula, que combina duas atividades hormonais em uma, diminuirá a produção de esperma e preservará a libido”, disse a bióloga reprodutiva masculina Christina Wang, do Instituto de Pesquisas Biomédicas de Los Angeles (LA BioMed).

No ensaio clínico, Wang e sua equipe recrutaram 40 homens saudáveis. Por 28 dias, 30 desses participantes tomaram uma dose diária menor ou maior de 11-beta-MNTDC (nome completo: 11-beta-metil-19-nortestosterona-17-beta-dodecil carbonato), enquanto os 10 homens restantes tomaram placebo.

11-beta-MNTDC é uma forma modificada de testosterona com características progestacionais ( bloqueio de esperma) e androgênicas (equilíbrio hormonal).

Nos primeiros resultados de testes clínicos sobre a pílula, esse ato de equilíbrio parece ser capaz de fornecer um medicamento oral seguro enquanto, hipoteticamente, interrompe a produção de esperma; embora deva ser enfatizado, esta é apenas uma informação preliminar.

Os participantes que tomaram 11-beta-MNTDC não demonstraram eventos adversos graves ou preocupações clínicas significativas, mas mostraram níveis significativamente reduzidos de dois hormônios chamados LH e FSH que são necessários para a produção de esperma.

O experimento de 28 dias testou a segurança do 11-beta-MNTDC, ao invés de efeitos contraceptivos, mas os primeiros resultados são positivos, sugerindo que pesquisas futuras também podem provar isso.

Antes de chegar a esse ponto, é importante mostrar que é seguro tomar 11-beta-MNTDC. E parece ser seguro, com uma minoria de homens experimentando alguns efeitos colaterais. Alguns dos participantes relataram fadiga, dores de cabeça e acne durante o experimento.

Em relação aos efeitos na libido, cinco homens disseram que sentiram leves mudanças e dois experimentaram disfunção erétil leve. No entanto, para um medicamnento baseado em hormônios, que inevitavelmente tende a ter algum nível de efeitos colaterais, os pesquisadores caracterizam esses efeitos como leves.

Com base no futuro desses experimentos, a equipe diz que uma pílula hormonal masculina segura deve estar disponível no mercado em cerca de 10 anos.

Isso pode parecer muito distante, mas os pesquisadores enfatizam que você precisa ter certeza de que esses medicamentos experimentais não são apenas seguros, mas também funcionam em termos de bloqueio da produção de esperma por tempo suficiente para evitar a gravidez.

“Tudo o que mostramos até agora é que ele desativa os hormônios que controlam a função dos testículos.”

O que você acha dessa descoberta científica?

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Nation.
Fotos: Reprodução/Nation.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.