Uma denúncia assinada por 129 estudantes da Universidade do Porto, em Portugal, causou a demissão de professor de economia Pedro Cosme da Costa Vieira. No documento, ele é acusado e fazer comentários sexistas, xenofóbicos e de incitar o ódio durante suas aulas.

Segundo reportagem publicada no jornal português Público, Vieira teria dito aos alunos que “mulheres brasileiras são mercadorias” e perguntou: “Sabem o que é uma caçadeira? Aquela arma que os homens usam para tirar a vida das mulheres”.

Antes da demissão, o professor foi suspenso preventivamente por 90 dias, graças a um abaixo-assinado que contou com a participação de 129 alunos e foi entregue à Universidade em 2021.

A demissçao de Pedro Cosme foi publicada no Diário da República. O professor teria 10 dias para recorrer da decisão, mas não o fez. Um novo despacho trará uma definição sobre o professor.

Também na Universidade do Porto corre uma outra investigação que poderá resultar em punição a um professor da Faculdade de Direito. Ele se negou a entregar uma prova à aluna brasileira que estaria “muito destapada”, ou decotada. O caso alcançou grande repercussão devido à denúncia online dos alunos do núcleo HeForShe da Faculdade de Economia.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de R7.
Capa: Reprodução.

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.