Uma professora de 44 anos que trabalha em uma escola da Rede Municipal de Ensino de Campo Grande (MS) tentou tirar a própria vida dentro de uma sala de aula. Ela acabou se acalmando depois de conversar com uma psicóloga integrante do Programa Valorização da Vida, da Semed (Secretaria Municipal de Educação).

Segundo informaçõs do Campo Grande News, a professora estava em uma das salas de aula da escola acompanhada de uma colega, quando teve uma crise de ansiedade e passou a ficar ofegante. A colega rapidamente saiu para procurar ajuda e quando voltou com a diretora, Elisangela Rodrigues Furtado, ouviu um barulho de copo quebrando.

A professora quebrou uma xícara e depois conseguiu alcançar a tesoura, mas não feriu ninguém e não se machucou. Além de acionar o Corpo de Bombeiros, a diretora solicitou ajuda da equipe do programa da Semed de combate a casos de ideação suicida, que dá assistência a servidores e alunos.

A psicóloga chegou ao local e ficou com a professora em uma sala de aula escura até o fim da crise. De lá, a servidora saiu andando até a ambulância do Corpo de Bombeiros, para ser encaminhada a uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento). Todo o processo durou aproximadamente 3 horas.

“Ainda bem que tivemos essa ajuda. Um ótimo trabalho. A escola também recebe um treinamento”, comentou a diretora sobre o Valorização da Vida.

De acordo com Elisangela, a professora faz tratamento psiquiátrico, está medicada e nunca havia sofrido crises como esta em seu local de trabalho. Ela não dá aulas, mas trabalha no suporte pedagógico dos outros docentes. “Estava bem”.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Campo Grande News.
Foto destacada: Kísie Ainoã.

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.