A saúde mental afeta todas as áreas da nossa vida. Ela nos permite estabelecer laços emocionais saudáveis ​​e funcionais com os outros, nos permite interagir adequadamente com outras pessoas, nos permite ter um bom desempenho no trabalho e até nos permite desfrutar do dia a dia e ser capaz de alcançar o conceito desejado de “felicidade.” Agora … quais são as características de pessoas psicologicamente saudáveis? Este é o tópico que discutiremos a seguir.

As características de pessoas saudáveis ​​psicologicamente

1. Boa auto-estima

Uma pessoa com auto-estima adequada e um bom autoconceito conhece a si mesma e parece realista. Essa pessoa não se subestima, não se adora em excesso, não subestima ou superestima suas habilidades, não se szente inferior a outras pessoas, não se compara aos outros, tem autoconfiança na maioria das decisões que toma, está satisfeita consigo mesma, embora saiba que ainda precisa melhorar, tem certeza de suas próprias habilidades, se sente bem sozinha (não teme a solidão), conhece seus pontos fortes e fracos, se respeita, sabe no que ela é boa e no que não é, é capaz de aceitar críticas de outros, sabe se desculpar, sabe se autocriticar de maneira saudável para melhorar…

2. Inteligência emocional

Uma pessoa com inteligência emocional adequada é capaz de sentir, experimentar e expressar suas emoções positivas e negativas. Uma pessoa emocionalmente inteligente é capaz de se auto-regular e exercer controle sobre suas próprias emoções e sentimentos.

A identificação, análise, comunicação e gerenciamento das emoções são cruciais para alcançar um comportamento final mais adaptativo no futuro. Pessoas com inteligência emocional não são dominadas por suas próprias emoções (medo, raiva, raiva, culpa, ansiedade, ciúmes …), pois são capazes de sentir e processá-las de forma adaptativa, para não permanecerem ancoradas a elas por muito tempo.

3. Resiliência

A resiliência é uma habilidade positiva que nos permite passar por uma situação adversa, traumática ou extrema com nossas próprias capacidades de enfrentamento, e até nos permite sair dela. A resiliência nos permite passar por um evento adverso de forma adaptativa, embora isso não implique que eles não sintam ou expressem emoções negativas durante o processo de doença, perda, sofrimento…

4. Controle interno

Uma pessoa com controle interno tem a percepção de que ela mesma é capaz de controlar sua vida e de que não é controlada pelo destino, por karma ou por decisões de outras pessoas. O controle interno facilita características como responsabilidade, esforço, perseverança, autocrítica positiva… Por exemplo, uma pessoa com controle interno atribui seus sucessos e fracassos a suas próprias ações, e não a forças externas.

Pelo contrário, pessoas com controle externo atribuem seus méritos, falhas e responsabilidades a eventos externos ou outras pessoas, o que implica baixa auto-estima, atitude passiva em relação às adversidades e não facilita o crescimento pessoal.

5. Assertividade

A comunicação assertiva com os outros consiste em expressar suas próprias opiniões, emoções, sentimentos, necessidades e desejos, de maneira oportuna e direta.

Assertividade implica, portanto, respeito pelos próprios direitos e pelos dos outros, sem cair na comunicação passiva ou agressiva. Além disso, permite relacionamentos com outras pessoas que são mais saudáveis, mais profundas e mais adaptáveis ​​e facilita a interação com o ambiente.

Por outro lado, assertividade está intimamente relacionada à boa auto-estima, pois se considerar que minhas necessidades, opiniões e sentimentos são tão importantes quanto os de outros, terei mais facilidade para expressá-los e defendê-los.

6. Tolerância à frustração

A frustração é uma emoção secundária desagradável que possui componentes de raiva, tristeza e desamparo, e é vivenciada quando não somos capazes de ter o que pensávamos ou esperávamos (plano, ilusão de projeto, objeto material …).

Todos os dias vivemos muitos eventos e situações que nos causam frustração, por isso é essencial saber como controlá-la e gerenciá-la.

7. Paciência e autocontrole

Paciência é uma habilidade que nos permite suportar e lidar com dificuldades e contratempos para alcançar algum objetivo ou bem. Todos sabemos que o que é valioso ou que vale a pena exige paciência e esforço (ter uma carreira profissional ou especialização em algo, ter um relacionamento com alguém …), para que o desenvolvimento da paciência seja essencial em nossos dias para dia para não abandonar o que propusemos.

O autocontrole é uma habilidade relacionada à paciência e à capacidade de adiar a gratificação imediata para atingir uma meta que é considerada muito mais importante. Por exemplo, se eu não sou capaz de ter autocontrole e dizer não a uma viagem com um amigo no fim de semana antes dos exames (adiamento da gratificação imediata), não poderei estudar e estarei automaticamente me prejudicando no exame e no meu objetivo final de ter uma carreira profissional.

8. Adaptabilidade e habilidades de enfrentamento

As mudanças são frequentes em nossas vidas e em nossas vidas diárias, portanto a capacidade de se adaptar a elas é essencial. Pessoas com boa capacidade de adaptação são capazes de se adaptar a novas situações: uma nova vida em outra cidade, um novo ambiente, o falecimento de um membro da família, um duelo, uma decepção em um relacionamento amoroso …

As habilidades de enfrentamento que cada um desenvolve ao longo de sua vida ajudam a aceitar e enfrentar essas novas situações da melhor maneira possível, a fim de voltar a recuperar o bem-estar emocional e psicológico anterior ao evento. Essas habilidades de enfrentamento podem ser a reestruturação positiva de pensamentos negativos ou disfuncionais, a busca de apoio social, a reavaliação positiva do evento … entre muitos outros.

9. Empatia

A empatia é uma habilidade que nos permite saber como as outras pessoas se sentem ou o que estão pensando, a fim de entender suas emoções, sentimentos e intenções. Essa capacidade de nos colocar no lugar da outra pessoa facilita-nos a ter uma interação adaptativa e eficaz com o ambiente social mais próximo.

10. Habilidades sociais

As habilidades sociais são as ferramentas que permitem socializar com os outros. As pessoas mentalmente saudáveis ​​geralmente têm relacionamentos sociais satisfatórios e são capazes de manter fortes laços com os outros , se comunicar adequadamente com estranhos e conhecidos, geralmente mantêm um relacionamento agradável com os outros no dia-a-dia, mantêm vínculos. Pessoas saudáveis ​​psicologicamente desfrutam de relações sociais e geralmente se sentem bem na companhia de outras pessoas, de modo que as relações sociais são satisfatórias para elas.

Como melhorar essas características?

É possível trabalhar todas essas características com a ajuda da terapia, a fim de ser psicologicamente uma pessoa mais saudável e alcançar maior bem-estar no dia a dia.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Psicología y Mente.
Foto destacada: Unsplash.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.