Adelaide Stanley, de 3 anos, viveu um dia muito especial, do qual passará um bom tempo se lembrando. A pequena, que tem leucemia e não pode frequentar ambientes com aglomeração de pessoas por causa do seu sistema imunológico, conseguiu almoçar com a família no restaurante J. Wilson’s, sem se preocupar com as pessoas ao redor. Isso só aconteceu porque o estabelecimento resolveu abriu as portas 1 hora e 15 minutos antes do normal só para atendê-la. O caso aconteceu nos Estados Unidos.

Mesmo muito pequena, a menina já trava duras batalhas. Ela sofre de leucemia linfoblástica aguda, uma doença bastante delicada e que inspira alguns cuidados. Adelaide não pode sequer se expor a um simples resfriado, pois isso complicaria o seu quadro. Devido à sua condição, Adelaide vive há meses em completo confinamento.

Vanlam Nguyen, mãe de Adelaide, explicou em um post no Facebook que a ida ao restaurante foi um pedido da criança. “Ela disse ao meu marido: ‘Papai, podemos ir a esse restaurante?’ Ele começou a chorar e falou: ‘Quando você melhorar e não estiver mais doente, podemos ir’, relembrou.

Adelaide e sua família tiveram um dia divertido e diferente. Foto: Reprodução/Facebook Vanlan Nguyen

E quem negaria o pedido de uma garotinha tão fofa, não é mesmo? O casal então procurou o dono do restaurante e explicou a situação. O dono não só abriu o restaurante mas cedo para a família, como mandou fazer uma limpeza profunda.

“Ver o sorriso dela, apenas sabendo que poderíamos dar a ela um pouco do que é a vida normal, foi ótimo”, disse J. Wilson.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Razões Para Acreditar e Estadão.
Foto destacada: Reprodução/Facebook.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.