A Rússia implementará educação financeira em todo o seu sistema de ensino e de forma obrigatória. A medida têm sido considerada vangauardista e um passo importante para o futuro.

A notícia foi confirmada pelo banco central russo, por meio de um documento.

“No ensino fundamental, elementos de alfabetização financeira aparecerão em disciplinas como ‘Matemática’ e ‘O mundo ao redor’, e para alunos da 5ª à 9ª série – nas disciplinas ‘Estudos Sociais’, ‘Matemática’ e ‘Geografia'”, detalhou o Banco Central.

Da mesma forma, também serão abordadas áreas importantes da economia básica e da pessoa, no que diz respeito a como fazer operações na Internet com segurança.

A Rússia vê a medida como uma parte importante do futuro da economia do país.

As crianças devem aprender a fazer transações com segurança, com planos financeiros, pessoais e familiares. Muitas famílias têm economias muito prejudicadas, geralmente devido à ignorância e à falta de organização.

Algumas pessoas também expressaram seu interesse em ensinar a semear e trabalhar a terra. Todas são propostas que buscam formar adultos mais preparados.

“As habilidades certas para lidar com as finanças devem ser formadas desde a infância, desde a escola. Vai permitir a todos os alunos do nosso país obter uma reserva garantida de conhecimentos financeiros, necessários para a vida, saber gerir os seus rendimentos, multiplicar as suas poupanças e protegê-los dos golpistas financeiros”, comentou o primeiro vice-governador do Banco da Rússia, Sergei Shvetsov.

Outro valor importante que se estabelece na educação é o cuidado com o meio ambiente. Hoje é insustentável pensar em uma vida sem cuidar do planeta Terra.

Em qualquer caso, são pequenos passos que conduzem ao futuro, para gerar pessoas mais conscientes e que saibam trabalhar no agitado mundo do trabalho.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de UPSOCL.
Fotos:

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.