A Rússia anunciou nesta segunda-feira (13) que a vacina contra Covid-19 desenvolvida no país passou em todos os testes e deve estar apta a “circulação civil” entre os dias 12 e 14 de agosto. O anúncio coloca a Rússia na dianteira da corrida por uma imunização contra a doença que já tirou a vida de mais de 580 mil pessoas em todo o mundo.

“A pesquisa foi concluída e provou que a vacina é segura”, disse Yelena Smolyarchuk, chefe do centro de pesquisa clínica da Universidade Sechenov, à agência de notícias russa TASS.

A previsão para o início da produção em massa da vacina por parte de empresas privadas é setembro.

O anúncio foi recebido por muitos com desconfiança. Especialistas criticam a forma acelerada como o país vai colocar o imunizante no mercado, sem fazer mais testes e sem esperar pra ver a reação do corpo humano ao medicamento.

Atualmente, existem pelo menos 21 vacinas em estágio mais avançado de testes em humanos, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Duas delas estão no Brasil: a de Oxford e a do Butantan, ambas na fase 3 de testes.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Só Notícia Boa.
Foto destacada: Sergei Karpukhin / TASS.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.