É seguro dizer que todos aqueles que amam cinema reconhecem facilmente o rosto de Liam Neeson na telona. Aos 68 anos anos, o ator fez história na sétima arte ao participar de produções que levaram milhões de pessoas para as salas de cinema. Mas o que poucos sabem sobre o astro de filmes de ação é que ele é um tipo bastante reservado e que já viveu um drama bem difícil em sua vida, o falecimento de sua esposa, a também atriz Natasha Richardson.

Natasha Richardson ficou bastante conhecida a mãe de Lindsay Lohan no filme Operação Cupido, sucesso de bilheteria nos anos 90. A atriz faleceu após uma queda em um resort de esqui no Canadá. Richardson estava praticando esqui com seus filhos e um instrutor quando escorregou e bateu com a cabeça.

No início parecia não ser nada, mas depois eles tiveram que ligar para o 911. Depois de uma hora, ela foi enviada para o hospital de Montreal, onde entrou em coma devido a um traumatismo craniano. Na época (2009), Liam estava em Toronto gravando um filme e teve que ir ao pronto-socorro.

“Eles me mostraram seu raio-X depois de anunciar que ela tinha tido morte cerebral, olhando para ele foi devastador.”, disse o ator em entrevista ao 60′ minutes.

Neeson reconheceu que ambos haviam feito uma promessa antes do casamento, se um fosse deixado em estado vegetativo, o outro o desconectaria. Embora não tenha sido fácil, ele teve que se despedir. Outro desejo de sua esposa era doar seus órgãos. Liam cumpriu doando seu coração, fígado e rins.

A atriz faleceu em março de 2009, aos 45 anos. O golpe foi muito duro para o ator, que entrou em depressão e se viciou em substâncias alcoólicas. Algum tempo depois, encontraria nos filhos a força que não tinha e retomou a carreira.

Hoje, 12 anos após sua partida, Natasha ainda é lembrada com carinho por sua bondade e carisma.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de UPSOCL.
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.