Pela sintonia e pela cumplicidade que deixam transparecer ao longo de tantos anos de vida pública, Barack e Michelle Obama são vistos por muitos como o “casal perfeito”. Mas, como todos sabem – ou pelo menos deveriam saber – , casais perfeitos não existem. Juntos há 26 anos e pais de duas filhas, Michelle o ex-presidente dos Estados Unidos deixam claro que mesmo relacionamentos saudáveis, como o deles, também têm momentos difíceis de superar e que às vezes requerem uma ajuda profissional.

“O casamento é uma escolha que você faz todos os dias. Você não faz isso porque é fácil. Você faz isso porque acredita nisso. Você acredita na outra pessoa. E senhoras e senhores, é por isso que é tão importante casar com alguém que você respeita. É importante casar com alguém que é igual a você, casar e estar com alguém que quer que você ganhe o quanto você quer que eles ganhem” , disse Michelle.

A ex-primeira dama dos Estados Unidos também deu mais detalhes sobre os princípios do seu relacionamento com o marido: “Meu marido é meu companheiro de equipe. Se vamos ganhar este jogo juntos, ele tem que ser forte e ele tem que estar bem comigo sendo forte. Eu não quero um jogador fraco no meu time, nem ele. Mas, às vezes, nós nos sentimos fracos porque parece fácil. E seja cauteloso com o homem ou a mulher que quer apenas a pessoa fácil”.

E Michelle também dá conselhos às mulheres: “Somos as primeiras a cuidar de nossos amigos, familiares, colegas de trabalho, mas somos as últimas em nossa própria lista. A boa notícia é que podemos fazer uma mudança. Eu vi isso em minha própria vida. E isso começa com todas nós como mulheres, pesquisando em nós mesmos e em nossas histórias – e compartilhando o que aprendemos umas com as outros. Então, eu quero ouvir de você! O que você faz para se tornar mais prioritária?”.

Foi durante uma entrevista no programa Good Morning America, ocasião marcada para divulgar a sua autobiografia, “Minha história” (Becoming) que Michelle afirmou ter recorrido a aconselhamento matrimonial:

“Aconselhamento matrimonial, para nós, era um daqueles caminhos com os quais aprendemos a falar sobre nossas diferenças. Eu conheço muitos casais jovens que sofrem e pensam que, de alguma maneira, há algo errado com eles. Quero que eles saibam que nós trabalhamos o nosso casamento e procuramos ajuda profissional com o nosso casamento quando precisamos. Momentos de dificuldades no relacionamento são oportunidades para conhecermos melhor a nós mesmos. O que eu aprendi sobre mim, foi que a minha felicidade dependia de mim e passei a me exercitar mais, comecei a pedir ajuda, não apenas dele [Barack], mas também de outras pessoas. E assim parei de me sentir culpada por tudo que não estava dando muito certo”.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Portal Raízes.
Fotos destacadas: Reprodução.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.