A chegada de um filho não é motivo de felicidade apenas para os pais, é também uma bênção para toda a família. Os primeiros dias são geralmente completamente dos pais. A criança se torna a nossa razão de vida, nossos olhos, tudo.

Com o passar do tempo, existem outros personagens que permitimos entrar na vida do bebê, nossos pais. Aqueles que são os poucos (ou únicos) com quem podemos confiar nossos filhos, já que temos certeza de que eles sabem o que estão fazendo, basta repetir o que fizeram conosco.

Os avós são geralmente aqueles “cúmplices” das crianças, que estão sempre prontos a defenderem os pequenos da disciplina e do rigor dos pais. Permita que eles sejam avós, que ensinem alguns truques, que nos peçam para sermenos duros com as crianças. Tudo o que eles querem é vê-los felizes.

Dizem que, às vezes, devemos parar por um momento para desfrutar dos pequenos prazeres da vida, entre eles, valorizar nossa família, porque não sabemos quando eles vão embora.

Principalmente nossos pais, que (em teoria) deveriam se despedir de nós. Um dos momentos mais bonitos é aproveitar na primeira fila o amor que seu pai, que cuidou de você e te protegeu em cada momento, dedica hoje ao seu filho.

É ver dois seres curtindo a vida, um nos últimos anos e outro aprendendo a interagir. Você vê tudo acontecer, antes e depois, sabe que é algo que você deve guardar em sua memória.

Obrigado, pai, por tudo que você me deu e você ainda está me dando. Até aqueles momentos com meu bebê que nunca esquecerei!

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de UPSOCL.
Foto destacada: Reprodução.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.