Por 15 anos, o jogador de vôlei italiano Roberto Cazzaniga acreditou que mantinha um namoro à distância com a top model brasileira Alessandra Ambrosio.

A mulher com quem ele conversava usava fotos da modelo, porém se apresentava como Maya e dizia estar doente, com um problema cardíaco. Com o intuito de ‘ajudá-la’durante esse período, o homem desembolsou 700 mil euros (R$ 4,3 milhões) e fez algumas dívidas.

O golpe foi descoberto quando amigos e colegas do jogador desconfiaram da situação e procuraram uma rede de TV na Itália, que investigou a história e divulgou o resultado na última terça-feira. O programa “Le Iene”, da emissora “Mediaset”, reuniu diversas provas do estelionato.

De acordo com a imprensa italiana, uma amiga de Roberto, identificada como Manuela, era cúmplice da mulher com quem ele conversava. Ela teria feito a ponte entre os dois. Manuela foi procurada pelo programa de TV, mas negou até mesmo que conhecesse o jogador e chegou a correr do cinegrafista.

A estelionatária que fazia contatos telefônicos com o jogador foi identificada pela mídia italiana como Valeria, moradora da ilha de Sardenha. Ela também negou envolvimento no caso e disse ser uma amiga de Maya. No entanto, era Valeria que recebia o dinheiro enviado por Roberto.

Roberto Cazzaniga procurou a polícia depois da reportagem e o caso será apurado.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de O Tempo.
Imagens destacadas: Instagram/Reprodução.

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.