Em um fórum online, um pai viúvo compartilhou um honesto relato sobre um conflito familiar que vem vivendo ultimamente. Ele contou que sua sogra amamentou sua bebê sem sua permissão e isso causou um grande problema na família, que virou até caso de polícia.

O homem relatou aos usuários do Reddit que sua esposa faleceu minutos após dar a luz. “Minha esposa teve uma gravidez difícil, então eu tirei uma licença indefinida três meses antes da data prevista do parto”, lembra o pai. No entanto, infelizmente, a mãe da criança não resistiu.

Depois que a bebê completou quatro meses de vida, o pai entendeu que já poderia voltar ao trabalho. Ele então teve uma conversa com sua sogra e perguntou se ela teria alguma indicação de babá para cuidar da menina, e foi aí que ela se ofereceu para cuidar da criança sem cobrar nada.

À princípio, o pai ficou reticente com a ideia da avó de sua filha e até disse que ela poderia vir à casa dele a hora que quisesse. “Ela insistiu, então, eu acabei concordando. Dei uma cópia das chaves da minha casa. Ela passou a vir 30 minutos antes de eu sair para o trabalho. Quando eu chegava, ela ficava para o jantar e depois colocava a minha filha Sammy para dormir”.

Tudo parecia estar correndo bem, até que o homem notou que sua filha não estava se alimentando tanto. “Sua fórmula mal foi tocada. Perguntei à minha sogra sobre isso e por que Sammy não estava se alimentando bem. Ela disse que estava tentando amamentar minha filha. No começo eu pensei que ela estava brincando, então eu percebi que ela não estava”, conta ele.

A avó então explicou que a neta precisa mamar por alguns minutos para ativar a sua produção de leite. “Quase perdi a cabeça! Falei que ela não poderia fazer isso. Ela precisava parar. Ela afirmou que iria, mas eu a peguei [amamentando] novamente quando entrei no quarto da minha filha e ela estava forçando Sammy a mamar. Eu a confrontei e disse que ela não era mais a babá da minha filha. Não pedi a chave de volta, pois ela ainda era bem-vinda para nos visitar a qualquer momento”, desabafou o pai.

Naquela mesma semana, o viúvo pediu uma licença de uma semana do trabalho para encontrar uma nova babá. Ele tentou uma pessoa, porém, dois dias depois, ela nunca mais voltou. “Liguei para ela e ela relatou que minha “Mãe” a demitiu no dia anterior. Pedi a ela que descrevesse a mulher e fiquei pálido quando percebi que era a minha sogra”, contou.

“Ela entrou na minha casa usando a chave e demitiu minha babá. Eu estava prestes a ligar para ela quando ela apareceu e contou uma história complicada dizendo que eu contratei uma babá incompetente, etc. etc. Eu disse a ela para sair, mas ela se recusou e declarou que ligaria para o CPS [Serviço de Proteção à Criança] porque estou colocando minha filha em perigo. Discutimos muito antes de eu chamar a polícia e ela ser acusada de invasão de propriedade”, prosseguiu o pai.

O homem diz entender que sua sogra esteja de luto pela perda da filha, mas acredita que ela ultrapassou limites. Incomodado com a situação, ele perguntou aos usuários do fórum se tinha exagerado ao chamar a polícia.

No Reddit, muitos internautas apoiaram o pai. “Ela tentar amamentar sua filha sem sua permissão é nojento e completamente errado. Além disso, ela demitiu sua babá? Eu pediria sua chave de volta e estabeleceria alguns limites sérios”, sugeriu um usuário da rede social.

“Ela poderia ter feito sua filha vir a óbito porque estava negando comida. Aquele bebê estava morrendo de fome e tentando desesperadamente conseguir comida”, opinou outro internauta.

Um outro usuário do Reddit sugeriu que o pai tentasse obter uma ordem de restrição para a avó não se aproximar de sua família. Em uma atualização do post, o viúvo agradeceu pelo apoio dos internautas e relatou que já avisou o Serviço de Proteção à Criança e pediu a sua mãe para ajudar com sua filha. Ele também acrescentou que irá reforçar a segurança da sua casa.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Crescer.
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.