Tony Williams, um físico aposentado de 75 anos, vive solitário desde o falecimento de sua esposa. Recentemente, ele pendurou um cartaz pedindo amigos. Como resultado, foi inundado com milhares de ligações e e-mails de pessoas que querem a sua amizade.

Tony Williams recebeu tantos e-mails que travaram sua caixa de entrada. Ele também recebeu centenas de telefonemas de novos amigos em todo o mundo.

Pessoas dos Estados Unidos, da Alemanha, Holanda, Austrália, Egito, Índia e Japão entraram em contato convidando-o para viagens ou para uma tarde bebendo gim-tônica.

Outros ofereceram almoços, telefonemas e que seus filhos o adotassem como avô.

Tony, de Alton, em East Hampshire, na Inglaterra, disse: “O amor e a compaixão que as pessoas demonstraram realmente trouxe lágrimas aos meus olhos. As pessoas me enviaram os e-mails mais deliciosos.

“Eles me enviaram fotos de seus filhos, seus animais de estimação, me contaram sobre suas aspirações e me disseram que estão pensando em mim.”

“Recebi um e-mail de uma professora local perguntando se as crianças de sua classe poderiam me escrever cartas. Entrei imediatamente em contato com ela e disse que seria uma delícia. Eu adoraria isso.

“As pessoas têm telefonado do Canadá e dos Estados Unidos. Uma senhora telefonou e disse que se algum dia eu entrasse em um avião, ela me pegaria e me mostraria sua região na Flórida … É simplesmente lindo.

“Quando comecei a responder, os e-mails estavam vindo em massa e muito rápido. Eu diria cerca de quatro ou cinco por minuto.

“Acontece que não posso responder agora, pois minha conta de e-mail parece ter travado. Uma mensagem vermelha apareceu dizendo que havia algum tipo de erro e ele precisa ser redefinido. ”

Tony e sua falecida esposa Jo se mudaram para Alton no ano passado para que Jo pudesse ficar mais perto de sua irmã, Beryl.

Mas ele disse que ficou sem ninguém com quem falar depois que sua esposa Jo, 75, faleceu em maio, apenas nove dias depois que ela foi diagnosticada com câncer de pâncreas.

Eles não podiam ter filhos e ele disse que muitas vezes ficava em casa desejando que o telefone tocasse – “mas nunca toca.” Tony falou sobre se sentir “amaldiçoado” pela solidão.

Sem nenhuma família por perto, Tony colocou dois anúncios em seu jornal local procurando um amigo para bater um papo, mas não obteve resposta.

Em uma tentativa de encontrar um amigo para ouvir música, ou apenas conversar no jardim, Tony mandou fazer cartões de visita para distribuir quando ele fosse ao supermercado ou passeasse.

Ele distribuiu dezenas sem receber uma ligação, então decidiu colocar um pôster em sua janela pedindo por amigos.

Agora, depois de passar um verão “esperando o telefone tocar”, Tony foi inundado pelas respostas.

Ele está gostando de conversar ao telefone com estranhos – agora amigos – de todo o mundo e planeja se encontrar com seus novos amigos assim que as restrições da Covid-19 permitirem.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Good News Network.
Foto destacada: SWNS.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.