Muitas vezes tendemos a acreditar que a empatia é hoje artigo raro, afinal não é difícil se desiludir com o mundo ou com as pessoas ultimente. Mas, vez ou outra, surge algo ou alguém que nos faz recuperar nossa fé na humanidade. Um comovente gesto de solidariedade ocorrido em Minas Gerais [soou como um sopro de esperança para muita gente.

Mais de 100 pessoasse uniram em mutirão para cultivar a plantação de café de um agricultor que foi obrigado a largar as atividades no campo para cuidar das duas filhas, que tem um problema sério no coração.

O caso ocorreu no Córrego da Jacutinga, Zona Rural de Alto Jequitibá (MG). Seu Adauto e dona Josiane têm duas filhas, uma de 7 e outra de 13 anos de idade. Larissa, a mais velha, teve complicações e a família toda precisou se transferir para a capital mineira, Belo Horizonte.

A lavoura de aproximadamente de 12 mil pés de café ficou sem receber os cuidados necessários e ameaçava perder a plantação. Inicialmente, um grupo de 20 vizinhos começou a cuidar da roça, até que os amigos e parentes da família se mobilizaram e reuniram 94 homens para roçar e adubar a lavoura e outras dezenas de mulheres prepararam um lanche.

Foto: Reprodução/Facebook Jose Carlos Lovantino

Em menos de uma hora, toda a plantação estava roçada e adubada. “Não tenho palavras para agradecer por tanto carinho. Sem a bênção de Deus e sem o apoio dessas pessoas nós não conseguiríamos superar”, disse Josiane.

Foto: Reprodução/Facebook Jose Carlos Lovantino

“Eu me senti muito emocionado. Foi lindo! Todos ajudaram com alguma coisa, uns menos, outros mais, mas todos com o mesmo propósito: ajudar sem interesse, por amor mesmo, entende? Isto não tem preço”, disse Lucas Ferreira, primo da família e que também participou da ação.

Foto: Reprodução/Facebook Jose Carlos Lovantino

Em Belo Horizonte, a família também recebeu ajuda. Parentes e amigos oferecem hospedagem e transporte para o tratamento de Larissa no hospital. “Só Deus pode retribuir tudo o que estão fazendo”, disse Josiane.

Filhas do casal têm problemas congênitos

As duas filhas de Adauto e Josiane têm miocardiopatia dilatada, uma doença no músculo do coração que impede o bombeamento de sangue para o corpo, causando arritmias e outras complicações. Elas têm ainda uma miopatia congênita, que provoca fraqueza nos músculos.

Larissa e Josiane têm têm miocardiopatia dilatada, uma doença no músculo do coração que impede o bombeamento de sangue para o corpo. Foto: Arquivo pessoal

Larissa enfrenta um quadro mais complicado e espera passar por transplante. A filha mais nova iniciou o tratamento precoce.

Vizinhos já atuaram em outra ação
E não é a primeira vez que esse mutirão de solidariedade acontece. No ano passado, o produtor Faberli também precisou abrir mão do trabalho no campo para cuidar do filho que estava com câncer. Em três dias, os moradores se juntaram e colheram quase mil balaios de café no terreno do agricultor.

“Sempre que alguém se machuca ou fica doente, a comunidade se reúne para ajudar”, explicou Lucas. E assim todos vão se ajudando na pequena cidade mineira.

Alto Jequitibá nos deixa um lindo exemplo e ainda nos faz ter esperança de que as coisas não estão de todo perdidas. Ainda há muita gente boa nesse mundo!

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de RPA.
Imagem destacada: Montagem – Reprodução/Facebook Jose Carlos Lovantino e Arquivo Pessoal.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.