A vovó Teresa Provo, mais conhecida como Terry, tem gloriosos 89 anos de idade e mora sozinha na cidade de Chicago, estado de Illinois (EUA). Em sua casa, ela passa o dia na companhia de sua TV, seus jogos no computador e, é claro, sua inestimável máquina de costura.

Quando quase todas as pessoas foram obrigadas a ficar confinadas devido à pandemia de coronavírus, a primeira coisa que passou pela cabeça da vovó Terry foi a segurança de sua família, espalhada por todo o país.

Depois de pegar todo o tecido que conseguiu arranjar, ela costurou uma máscara para cada um de seus 50 membros da família e amigos – e depois os enviou por toda a cidade de Chicago, no Wisconsin, na Flórida, em Minnesota e na Califórnia.

Cada máscara foi personalizada usando tecido com estampas dos times de baseball favoritos de cada um, como o Chicago Cubs ou o Blackhawks, e incluía mensagens de encorajamento que ela mesma escreveu.

E o melhor de tudo, enquanto a vovó costurava todas essas máscaras,ela ouvia os Beatles.

Membros da família Szabo – Enviado ao GNN por Amy Szabo.

“Ela ama os Beatles, afinal, quem não ama!” disse sua neta, Amy Szabo, ao site Good News Network.

Quando se soube dos esforços de Terry, seu grupo de amigos, carinhosamente apelidado de “Red Hat Club” (Clube do Chapéu vermelho, em tradução livre), juntou-se a ela para produzir mais máscaras para os residentes um lar de idosos da cidade de Terry. E, adivinhem, mais de 600 máscaras foram produzidas!

“Levamos duas semanas, mas terminamos”, diz ela. “Eu ainda estou trabalhando em algumas.”

Quando Amy gravou este vídeo, provavelmente estava tocando a música dos Beatles mais apropriada para a crise do COVID.

Veja o vídeo:

***
Destaques Psicologias do Brasil.
Fotos de capa: Amy Szabo.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.