Depois de passar as últimas duas semanas se escondendo; recluso. Passando seus dias dormindo, comendo mal, e maratonando séries. Finalmente você começou a sair da escuridão: as coisas finalmente estão parecendo mais estáveis. Você está começando a sair de seu episódio depressivo mais recente.

Talvez ninguém tenha notado e suas desculpas para não sair de casa realmente enganaram seus amigos. Agora que você está saindo do buraco, há algumas coisas que você está fazendo que as pessoas podem não perceber que é a sua recuperação de um intenso momento depressivo.

1. Seus padrões de sono são diferentes.

Você teve seu horário de sono mantido por anos, com uma rotina para deitar e se levantar. Mas há cerca de duas semanas passou a gastar muito tempo na cama, tentando se isolar o mundo por algumas horas a mais.

Mesmo agora que você está começando a se sentir “melhor”, ainda demora um tempo para voltar ao que era antes. Você pode ficar sobrecarregado durante o dia e tirar uma soneca, mas isso deixa você se sentindo energizado e acordado até tarde. Se ninguém percebeu que você estava deprimido, eles não vão notar seus estranhos novos padrões de sono, certo? (Embora possam perguntar por que você está de repente postando no Instagram às 1:00 da manhã …)

2. Você de repente se tornou muito sentimental.

De repente, você se encontra com seus amigos, ansiando pela atenção deles depois de se isolar por algumas semanas. Pode ser algo tão simples quanto enviar mensagens de texto para eles todos os dias apenas para fazer contato.

Todos podem pensar que está apenas sendo extremamente carinhoso, mas você sabe que a realidade é que você está grato por não ter perdido aqueles que ama e quer ter certeza de que eles sabem o quanto eles significam para você no caso de voltar a se sentir deprimido.

3. Você se encontra facilmente sobrecarregado.

Você pode não ter se estabilizado completamente ainda, então seus humores ainda estão em um estado de fluxo, e seus avanços podem ser derrubados com o mais simples dos eventos. As coisas podem te fazer chorar mais do que o normal, ou você pode de repente “precisar de um momento” para se acalmar se começar a sentir raiva ou ansiedade. Você parece se abater por uma sobrecarga de informações para processar, e cometer um erro simples pode te fazer desmoronar. Ninguém vê isso além de você.

4. Seu apetite está ainda voltando

Um dia você pode comer tudo à vista, depois você passa os próximos dois dias vivendo comendo quase nada. Você fica animado com a aparência de uma refeição, depois dá uma mordida e decide que não pode terminar. É assim que o mundo está por vários dias, quando você sai de uma fase muito baixa: as cores ainda estão embotadas, os cheiros são menos intensos, tudo parece estar empolgando menos do que o normal.

5. Você começa a buscar mensagens motivacionais intensamente.

Ao tentar voltar a um lugar de normalidade, você olha para citações motivacionais ou quaisquer pequenos lembretes que você acha que te manterão subindo. Você fica tão motivado com esses posts positivos que você costuma compartilhá-los diariamente. Todo mundo vê isso como sua maneira usual de cuidar de todos os outros e cuidar dos que estão ao seu redor; ninguém percebe que todos os posts motivacionais são realmente apenas para você.

6. Você evita ficar sozinho.

Estar sozinho tende a ser sempre perigoso para você, especialmente enquanto se recupera de um episódio depressivo. Você evita dizer às pessoas: “Não é seguro para mim ficar só”, mas você faz um esforço muito consciente para ter pessoas fisicamente perto ou para entrar em contato eletronicamente quando sabe que ficará fisicamente sozinho por um determinado tempo. As pessoas servem tanto como uma distração e como uma rede de segurança, por isso é importante ter pessoas por perto enquanto você trabalha duro para melhorar.

7. Você ouve música constantemente.

Uma das melhores maneiras de regular e tentar controlar as emoções é através da música. Foi-lhe dito para usar a música para ajudá-lo a ficar atento, para ficar energizado, para permanecer ativo.

8. Comprar roupas novas.

Terapia de varejo é real e você aproveita ao máximo. As vitrines tiram você da casa e uma roupa nova é exatamente o que você precisa para se sentir bonita, e se amar de novo depois dessa tempestade de depressão. Os outros pensam que você está querendo se sentir “sexy” e não suspeitam de nada.

9. Você procura algo para “entrar”.

Seu terapeuta disse que a melhor maneira de permanecer positivo é permanecer no presente. Isso significa tentar se manter ocupado. Pegando um novo hobby, começando uma nova rotina, ou até mesmo pegando de volta um ofício que você perdeu interesse enquanto estava em depressão pode ajudar. Seus amigos parecem não notam, porque você é sempre aquele que está tentando coisas novas e arrastando-as.

10. Você limpa alguma coisa.

Você se orgulha de ser organizado, mas isso sai pela janela assim que você começa a afundar numa depressão. Você evita qualquer coisa que vai sobrecarregá-lo, e sua energia nesses momentos é tão baixa que até mesmo uma tarefa simples, como carregar a máquina de lavar roupa, requer uma pausa depois de terminar. Uma vez que você começa a se sentir melhor, porém, as bagunças que v deixou acumular voltam a incomodar. Você nem quer que as pessoas saibam que houve uma bagunça.

A depressão pode atingir alguém a qualquer momento. Embora possa haver alguns sintomas típicos, a maneira como a depressão atinge cada um pode ser muito diferente. Isso significa que os “sinais” comportamentais de recuperação também podem variar muito. Esses 10 itens são ações ou sinais muito pequenos, e podem parecer coisas normais que a maioria das pessoas faz e passam despercebidas. A autoconsciência é importante, portanto, se você sofre de depressão, pode ser bom pensar nas maneiras pelas quais a depressão recairão em você. Conhecer esses pequenos detalhes pode fazer a diferença em sua vida e até mesmo ajudar os que estão à sua volta a reconhecer o que você precisa um pouco mais facilmente.

E não se esqueça, existem bons terapeutas que podem te ajudar. Procure um bom psicólogo!

Texto traduzido e adaptado de Thought Catalog

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




REDAÇÃO PSICOLOGIAS DO BRASIL
Os assuntos mais importantes da área- e que estão em destaque no mundo- são a base do conteúdo desenvolvido especialmente para nossos leitores.