domingo, janeiro 19, 2020

Fernanda Villas Boas

Fernanda Villas Boas
16 POSTS 0 COMENTÁRIOS
Fernanda Luiza Kruse Villas Bôas nasceu em Recife, Pernambuco, no Brasil. Aos cinco anos veio morar no Rio de Janeiro com sua família, partindo para Washington D.C com a família por quatro anos durante sua adolescência. Lá terminou o ensino médio e cursou um ano na Georgetown University. Fernanda tem uma rica vida acadêmica. Professora de Inglês, Português e Literaturas, pela UFRJ, Mestre em Literatura King´s College, University of London. É Mestre em Comunicação pela UFRJ e Psicóloga pela Faculdade de Psicologia na Universidade Santa Úrsula, com especialidade. Em Carl Gustav Jung em 1998. É escritora e psicóloga junguiana e com esta escolha tornou-se uma amante profunda da arte literária e da alma, psique humana. Fernanda Villas Bôas tem vários livros publicados, tais como: No Limiar da Liberdade; Luz Própria; Análise Poética do Discurso de Orfeu; Agora eu era o Herói – Estudo dos Arquétipos junguianos no discurso simbólico de Chico Buarque e A Fração Inatingivel; é um fantasma de sua própria pessoa, buscando sempre suprir o desejo de ser presente diante do sofrimento humano e às almas que a procuram. A literatura e a psicologia analítica, caminham juntas. Preenchendo os espaços abertos da ficção, Fernanda faz o caminho da mente universal e daí reconstrói o caminho de volta, servindo e desenvolvendo à sociedade o reflexo de suas próprias projeções.

A sedução do Facebook

Não pensei que as flores virtuais fossem verdadeiras..Elas pareciam-me falsas nas páginas do Facebook, apesar de suas cores maravilharem meus olhos e me levarem...

Um novo olhar sobre a velhice

Durante muitos anos o atendimento mais comum para o idoso foi o asilo, um recurso reconhecido pela necessidade de abrigo e proteção por abandono...

Dica de filme: “Homens, mulheres e filhos”

O filme "Men, Women and Children" (Homens, Mulheres e Filhos), dirigido por Jason Reitman (EUA, 2014), é baseado no livro homônimo de Chad Kultgen....

A busca da satisfação das necessidades

Em toda a crítica de Baudrillard às teorias clássicas de entendimento do consumo, percebe-se que o autor constrói a uma variante, as concepções de...

Natal, consumo e depressão

O fim de ano vai chegando avassalador com seus recortes. Por um lado, tem-se a praça da alegria falsa. Compras por todo o lado...

A loucura em Cisne Negro

Esquizofrenia pós-moderna. Obras de arte podem ser interpretadas de várias maneiras, dependendo do conhecimento e experiência de cada espectador. Existem maneiras diversas de interpretar de...

INDICADOS