Você já reparou como somos controlados o tempo todo pelo dinheiro, pela mídia, pelo tempo? Já reparou como estamos nos tornando insensíveis às cores, aos sons e aos aromas ao nosso redor?

Há quanto tempo você não pisa descalço na grama, não toma banho de chuva, não para para olhar o céu? Há quanto tempo você não para tudo para pensar na sua vida e no rumo que ela está tomando?

Nós não somos feitos apenas de carne e osso, de cérebro e razão. Nós somos feitos de sonhos e de símbolos, de lágrimas e sorrisos. Nossos olhos choram ao ouvir uma música ou assistir a um filme que toca nossa alma. Nossos sentidos são aguçados não somente por aquilo que vemos, mas também pelo que imaginamos.

Porém, não aprendemos a usar nossos sentidos. Somos ensinados o tempo todo a produzir, a competir, a consumir e a mostrar aos outros aquilo que temos, em vez de dar aos outros aquilo que somos. Até que um dia nos damos conta de estar indo de novo para o mesmo lugar ao esbarrar em algo que nos faça acordar para a vida e refazer o caminho percorrido para encontrar a razão de termos chegado até aqui onde estamos hoje.

Qual é o primeiro passo que você pode dar no caminho que vai te conduzir até aquilo que é importante para você? Quais são as emoções que te impedem de ser quem você deseja ser?

Um psicólogo pode te ajudar a compreender e refletir sobre as respostas que você está dando para estas perguntas, identificando as barreiras que te impedem de chegar ao seu desejo. Não deixe sua vida tornar-se um fardo pesado de carregar.

Saia do piloto automático, assuma as rédeas do seu destino, faça acontecer!

Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Audrey Vanessa Barbosa
Psicóloga clínica de abordagem psicanalítica na cidade de Limeira-SP; possui Mestrado Interdisciplinar em Ciências Humanas e Sociais Aplicadas pela FCA- UNICAMP; ministra palestras com temáticas voltadas ao desenvolvimento humano. Também possui formação em Administração de Empresas e experiência na área de RH (Recrutamento & Seleção e Treinamento e Desenvolvimento).