Planejamento de Carreira pode ser um bom recurso contra a crise

“Crise política”, “crise econômica”, “o Brasil está em crise”… Não tem como negar que a crise está muito presente, mas o que fazer quando ela atinge a área profissional? Com o decréscimo das práticas comerciais, houve um aumento significativo no nível de desemprego, e esta situação tem levado muitos profissionais a mudarem de área ou assumir trabalho extra para complementar a renda. Também é fato que muitas pessoas estão aproveitando este empurrãozinho para realizar mudanças que estavam nos planos, e só lhes faltava aquele ponta-pé para iniciar.  Nesta hora, podem surgir muitas dúvidas e nem sempre é fácil estabelecer os próximos passos. Se você quiser uma ajuda para reorganizar-se pode ser muito útil um planejamento de carreira.

O que é Planejamento de Carreira?
É a construção de um plano estratégico flexível, ativo e reflexivo, um grande aliado para as pessoas que querem enxergar riscos e identificar as melhores estratégias e oportunidades na sua trajetória profissional e pessoal. Com o planejamento, é possível identificar habilidades, pontos fortes e fracos, atitudes, valores pessoais e competências. Ou seja, a base do planejamento está muito além de traçar objetivos e metas; sua base está no auto-conhecimento. Se você não se planeja, se não sabe onde quer chegar, qualquer lugar e qualquer profissão lhe servirá. Porém, se você tem consciência do que quer, não investirá em oportunidades ou qualificações que não farão sentido em sua vida e otimizará tempo e recursos para chegar a melhores resultados.

Para quem é o Planejamento de Carreira?
Planejar a carreira não é só para jovens estudantes que querem descobrir suas habilidades, ou só para profissionais que desejam mudar de área. Se “o trabalho é a base da existência humana” (Saviani, 1986), planejar a carreira é para qualquer pessoa que queira estar preparada na sua vida pessoal e profissional. As pessoas planejam suas carreiras para poder viver melhor.


Por onde começar?

Não existe um jeito único para planejar sua carreira, mas darei aqui algumas dicas:

1º Existem muitas possibilidades de escolhas profissionais, para ter mais segurança sobre o que decidir e qual caminho seguir comece pelo auto-conhecimento. Relacione seus valores e interesses pessoais com os profissionais.  Descubra suas habilidades, seus interesses, o que quer para sua vida, quais seus objetivos pessoais e profissionais.

2º O que você conhece sobre sua área de atuação ou sobre o campo de trabalho em que quer entrar? Se você não conhece nada, será muito difícil elaborar um planejamento. Esta será sua missão: pesquisar sobre a área de seu interesse. Pode entrevistar profissionais ou conhecer o dia a dia de quem executa a função. A regra é buscar informação.

3º Quais seus objetivos? Coloque no papel todos os objetivos profissionais. Exemplo: ser professor – ser coordenador – ter minha própria escola.

4º Quais as estratégias necessárias para alcançar seus objetivos? Exemplo: para ser professor = estratégias: enviar currículo para escola que quer trabalhar; conhecer alguém que trabalhe lá e possa te indicar; se inscrever para o processo seletivo.

O planejamento deve comtemplar um tempo, você pode fazer um planejamento para 1, 2, 5, 10 anos, ou até a aposentadoria. Veja que quando falamos de planejamento de carreira, não tratamos só da vida profissional, mas também da vida pessoal, por isso ele é um processo flexível.

Um psicólogo pode te auxiliar no seu planejamento de carreira, não hesite em consultá-lo.

REFERÊNCIAS:
DIAS, M.S.L. Planejamento de carreira e projeto de vida. 1.ed. – Curitiba, PR: CRV, 2016
DIAS, M.S.L. Planejamento de carreira: uma orientação para estudantes universitários. 1.ed. – São Paulo, SP: Vetor, 2009.

Compartilhar
Angelica Neris
Olá, sou psicóloga e professora de língua espanhola. Trabalho como psicoterapeuta de casais, famílias, indivíduos e grupos, além da psicoterapia atuo em projetos de saúde laboral, psicologia do esporte e do exercício e orientação profissional.



COMENTÁRIOS